Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Mulheres preocupadas com violência doméstica

Comemora-se este domingo (7) o dia da Mulher Moçambicana. A reportagem do @Verdade em Nampula esteve presente na praça dos Heróis Moçambicanos, local que acolheu a cerimónia de deposição da coroas de flores. Entretanto, algumas mulheres entrevistadas afirmam que ainda existe grande número de homens que continuam a violentar as esposas, pois não deixam que elas festejem com as outras nos dias como hoje. “Não são todas as mulheres que usufruem das festividades do dia da Mulher Moçambicana porque os maridos não compraram capulanas ou mesmo não há comida e isso é triste se olharmos para o nível de desenvolvimento que esta camada social está a registar mercê da emancipação”, disse Irene Luísa Marovisa.

Segundo as suas palavras, isso faz com que a mulher, sobretudo, as que residem no meio rural porque lhes falta o acesso a informação para estar a par dos acontecimentos sobre as acções tendentes a promover o respeito da mulher a nível dos lares, incluindo a promoção dos valores sociais.

A fonte referiu, ainda, que as mulheres empreendedoras que praticam as actividades comerciais nos mercados e principais ruas da cidade de Nampula enfrentam diversas dificuldades devido ao mau comportamento da polícia camarária. “Quando uma mãe vai comprar verduras para revender na cidade na tentativa de ganhar dinheiro para garantir o sustento da sua família. É quando aparece a polícia municipal a destruir os seus produtos sem ter em conta que o que está em jogo é o futuro dos filhos que, em alguns casos, são abandonados pelos pais”, salientou.

Apelou, também, as mulheres a valorizarem os feitos da Josina Machel pela luta e entrega abnegada em prol do respeito das mulheres do país que na altura eram consideradas como sendo o sexo mais fraco. As pessoas não podem pensar que as capulanas devem ser como requisito para participar nas festividades, pois há tempos atrás não existiam situações de capulanas.

Angelina José diz que nas festividades do dia da Mulher Moçambicana assiste-se uma alegria das mulheres pela valorização do dia e a sociedade deve continuar a respeitar as mulheres. Afirmou que em alguns lares assiste-se uma melhoria no que diz respeito a liberdade.

Por seu turno, a governadora da província de Nampula que orientou as cerimónias de deposição de coroas de flores apelou a população, principalmente as mulheres a salvaguardar a paz porque o desenvolvimento do país depende da paz. “As mulheres tem uma responsabilidade na preservação da paz, pois ela já mostrou capacidades de salvaguardar os seus valores”, anotou aquela governante.

Referir que as mulheres da província de Nampula encontram-se a levar a cabo várias actividades alusivo ao dia, com destaque para os intercâmbios inter-distritais onde o principal objectivo é fazer a partilha dos feitos da Josina Machel. Por exemplo, as mulheres do distrito de Mogovolas encontram-se no distrito de Murrupula para o referido intercâmbio. Na cidade de Nampula, a Organização das Mulheres Moçambicanas (OMM) agendou umas partida desportiva envolvendo equipa da sede provincial e as mulheres da zona de Mutomote.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!