Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

MP ordena detenção de dois funcionários na Beira

Dois funcionários, nomeadamente um vinculado a direcção provincial do Plano e Finanças de Sofala e o outro afecto a empresa Correios de Moçambique, na cidade da Beira, encontram-se detidos desde há dias nas celas do comando provincial da PRM de Sofala, indiciados de desvio de mais de dois milhões de meticais do erário público.

Trata-se de José Jossias Serventino que a data da sua detenção vinha ocupando o cargo de coordenador do sector de pensões na empresa Correios de Moçambique, e o outro apenas identificado por Florindo que se encontrava afecto ao sector de contabilidade na direcção provincial do Plano e Finanças de Sofala.

Segundo soube O Autarca, para conseguirem desviar aquele valor do erário público os dois funcionários inventaram esquema de pagamento de renda vitalícia a pensionistas fantasmas.

Uma fonte da direcção provincial do Plano e Finanças de Sofala revelou ao nosso jornal que através do esquema de pagamento a pensionistas fantasmas a dupla conseguia sacar mensalmente dos confres do estado uma média de quatrocentos mil meticais, uma prática que vinha ocorrendo desde novembro do ano passado tendo sido detectada no final do mês de fevereiro de 2011.

A detenção de Florindo e de Serventino foi ordenada pelo Ministério Público em Sofala. O director provincial do Plano e Finanças de Sofala, Abílio Sigaúque, e o director da empresa Correios de Moçambique na Beira, ambos confirmaram a informação ao nosso jornal, mas evitaram avançar detalhes alegadamente para não perturbar o curso das investigações a cargo da Polícia de Investigação Criminal (PIC).

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!