Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

MOZRE poupa 284,8 milhões de meticais

Cerca de 284,8 milhões de meticais, aproximadamente, 10,5 milhões de dólares norte-americanos, foram poupados pela sociedade MOZRE (Moçambique Resseguros), entre 2007 e 2012, evitando, deste modo, que fossem transferidos para fora do país por empresas de seguro e resseguro activas em Moçambique.

Estas actividades passaram a ser feitas dentro do país pela MOZRE, desde Junho de 2007, altura da sua constituição em Moçambique, segundo Khuze Kapeta, presidente da sociedade, realçando que a MOZRE vai continuar “a desempenhar um papel relevante na economia nacional, reduzindo a fuga de moeda estrangeira do país e gerando divisas através de negócios desenvolvidos no exterior de Moçambique”.

Em 2011, a companhia poupou à economia nacional mediante prémios líquidos subscritos cerca de 124 milhões de meticais, representando uma subida de 14%, face a valores poupados em 2010 e 2009, segundo ainda Kapeta, convidando em seguida todos os parceiros da MOZRE a promoverem a colocação de seguros e resseguros dentro de Moçambique.

A medida promoverá o sector empresarial nacional de seguro e resseguro de forma a ter um papel vital na retenção da moeda estrangeira, mobilização de recursos financeiros para o financiamento de outros sectores produtivos através de bancos comerciais e outras instituições financeiras activas no país.

Gestão de risco A aposta daquela sociedade com capitais maioritários moçambicanos e malawianos é continuar a crescer nos próximos anos e continuar a oferecer serviços de valor acrescentado, “ou seja, o desenvolvimento de competências através da formação do mercado e pesquisa sobre Gestão de Risco”, realçou o presidente da MOZRE.

A Gestão de Riscos visa minimizar a frequência e a magnitude dos acidentes nas fábricas e imóveis dos clientes, apostando os accionistas da MOZRE na procura de meios de injectar mais capital no negócio para fortalecer ainda mais a empresa e reter mais receitas.

São accionistas da MOZRE a firma Malawi Reinsurance Company, com 51% de acções, o IGEPE (Instituto de Gestão das Participações do Estado) com 20%, Continental Reinsurance (19%) e EMOSE (Empresa Moçambicana de Seguros, com 10% de acções desta sociedade.

Operam em Moçambique oito empresas de seguros de curto prazo, das quais duas são mistas e subscrevem negócios a curto e longo prazos.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!