Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Movimento cristão acolhe mais de trezentas crianças

Ao todo são 326 crianças com idade que varia de 5 a 16 anos que estão a ser assistidas em dois centros de acolhimento no distrito de Marracuene, a norte da província de Maputo.

Os centros pertencem ao Movimento das Mães Cristãs Intercessoras Contra o HIV/SIDA Moçambique, criado há cinco anos. O primeiro e o principal centro localiza- se no bairro “29 de Setembro” e acolhe 280 crianças.

Algumas delas são portadoras do vírus do SIDA, enquanto que outras perderam os seus pais devido ao SIDA. Aqui, as crianças são retidas das 7h30 às 16h30.

Para além de frequentarem as aulas do ensino geral, da 1ª a 5ª classe, têm estudos bíblicos, como parte da sua educação moral”, sublinhou Olívia França, membro-fundadora do Centro de Apoio às Crianças Órfãs e Vulneráveis de Marracuene.

Durante as nove horas no centro, são servidas três refeições, nomeadamente, o pequeno almoço, o almoço e o lanche, para além de que periodicamente são doados materiais escolares, vestuário, entre outros bens.

Apesar da vontade de ajudar, o Centro de Apoio às Crianças Órfãs e Vulneráveis de Marracuene debate-se com grandes problemas.

As salas de aulas foram feitas de material precário, por isso, com os anos que passam, parte delas já estão a se degradar, criando desconforto para a pequenada.

Segundo descreveu Olívia França, algumas instituições e pessoas de boa vontade têm se juntado à causa, para minimizar as dificuldades dos necessitados.

Em 2010, por exemplo, funcionários do Barclays Bank Moçambique fizeram uma contribuição monetária individual que permitiu a construção de três salas, mas com base em material local: caniço e estacas.

Em 2007, um empresário nacional também doou reservatórios de água que para além de ajudar a instituição, beneficiam as comunidades circunvizinhas ao centro, permitido assim uma receita mensal estimada em 6 mil meticais. Já começamos a juntar blocos para construir salas melhoradas.

Temos 2,500 unidades, mas esperamos que outras pessoas nos ajudem porque ainda nos falta muito material para começarmos as obras, apelou Olivia França.

Ainda no distrito de Marracuene, desta feita, no bairro de Pussulane, o Movimento das Mães Cristãs Intercessoras Contra o HIV e Sida adquiriu um espaço para ampliar as suas actividades.

A ideia é também encurtar a distância que algumas crianças eram obrigadas a percorrer, de casa até ao centro do bairro 29 de Setembro: de 5km a 10km, contando ida e volta. Por outro lado, espera-se criar centros de formação vocacional.

Presentemente, 46 crianças são assistidas no bairro de Pussulane, não obstante ainda faltarem infra-estruturas para melhor acolhimento. De acordo com as estatísticas, 510,000 crianças são órfãs de pais devido ao HIV e Sida em Moçambique.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!