Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

MotoGP Austrália: Casey Stoner é o novo Campeão do Mundo

Casey Stoner é o novo Campeão do Mundo de MotoGP, fechando a era das 800 cc na classe rainha tal como a tinha começado em 2007, com um título Mundial. Este foi também o primeiro título de pilotos para a Honda desde 2006, então ainda com a 990 cc e Nicky Hayden, num G.P. da Austrália em que as RC212V ocuparam as quatro primeiras posições: Stoner, Simoncelli, Dovizioso e Pedrosa, com a Yamaha de Colin Edwards em quinto.

Mas esta foi uma corrida conturbada mesmo antes de começar, e a grelha teve de ser rearranjada, após a retirada das duas Yamaha oficiais de Lorenzo e Spies, e da Ducati de Damian Cudlin (que substituiu Barberá na equipa Aspar).

Jorge Lorenzo, que tinha 40 pontos de atraso para Stoner e não se podia permitir perder 10 pontos para o australiano, facilitou a vida ao seu rival, quando uma queda no warm-up matinal lhe provocou sérias lesões num dedo, a que terá de ser operado, enquanto Ben Spies se encontrava ainda a sofrer consequências da queda de ontem na qualificação.

A precisar, no mínimo, de terminar em quinto para ser Campeão, Casey Stoner saiu da pole position, assumiu o comando e não mais o largou, rumo à sua quinta vitória consecutiva em Phillip Island (todas as da era 800), exactamente no dia em que comemora 26 anos de idade. Melhor era mesmo impossível.

Simoncelli e Dovizioso lutaram pelo segundo posto, com vantagem para o piloto do Team Gresini, e Pedrosa foi quarto, numa corrida em que a chuva surgiu cerca da 10ª volta, altura em que foi mostrada a bandeira que permitia mudar de moto. Perto do final a chuva engrossou, e fez as suas vítimas: Bautista, Aoyama, Crutchlow, e ainda Rossi, quando tentava superar Álvaro Bautista, colocando ponto final em 13 anos consecutivos de pódios no traçado australiano.

Nas Moto2, a grande questão era saber até onde Marc Marquez podia recuperar. O jovem prodígio espanhol, que tinha chegado a Phillip Island no comando do campeonato, com apenas 1 ponto de vantagem sobre Stefan Bradl, foi penalizado com um minuto no seu tempo de qualificação, e assim obrigado a sair do último lugar da grelha, na sequência da colisão com Rattapark Wilairot na sexta-feira.

Com mais uma grande corrida, Marquez chegou mesmo ao último lugar do pódio, minimizando os estragos, uma vez que Stefan Bradl foi segundo e reassume a liderança do Campeonato, com 3 pontos de avanço sobre Marquez, e quando faltam apenas duas corridas para o final da época. Na frente, após luta com Bradl, Alex de Angelis venceu pela segunda vez consecutiva em Phillip Island.

Em 125 cc tivemos uma corrida algo caótica, com a chuva a cair estava a grelha já formada, e a corrida a ser interrompida a três voltas do fim devido a uma queda de Niklas Ajo. Na frente, a vitória coube a Sandro Cortese, seguido de Luís Salom e Johann Zarco, enquanto o líder do campeonato, Nico Terol, foi sexto, e vê Zarco encurtar a distância para 25 pontos.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!