Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Morreu escultor Naftal Langa

Faleceu o escultor moçambicano Naftal Langa, vítima de doença, no domingo (09), no Hospital Central de Maputo (HCM) e deixa diversas obras ricas, dentre as quais podem ser encontradas 11 exposições individuais, entre 1968 e 2007.

Naftal Langa nasceu no distrito de Mandlakaze, na província de Gaza, em 1932, onde frequentou a escola. Aos 17 anos de idade, ele veio para Lourenço Marques, actual cidade de Maputo, onde começou a esculpir sob influência do mestre Alberto Chissano. Em 1968, a vítima realizou a sua primeira exposição individual, no bairro do Aeroporto, na Galeria do seu mestre.

Aliás, é naquele bairro onde se encontravam vários artistas moçambicanos renomados. Naftal Langa foi um dos escultores moçambicanos que se notabilizaram nas galerias no estrangeiro em diversas exposições, entre 1988 e 2004, em países tais como Portugal, Grã-Bretanha, União da República Socialista Soviética (URSS), Bulgária, República Democrática Alemã (RDA), Itália, Nigéria, Angola e Zimbabwe.

As suas obras são bastante conhecidas por “expor” e “denunciar” o sofrimento dos moçambicanos durante o período colonial, para além de incorporar elementos e traços identitários da cultura africana com temáticas de amor materno, da beleza de África, do sonho da liberdade e da prosperidade de Moçambique.

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Content is protected !!