Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Morreu Bonifácio Gruveta

Morreu Bonifácio Gruveta

Morreu o General na reserva Bonifácio Massamba Gruveta, primeiro Governador da província Zambézia após a independência nacional de Moçambique. Vítima de doença Gruveta perdeu a vida esta terça-feira numa unidade hospital particular na capital moçambicana.

Nascido a 6 de Junho de 1942 em Namacata, a poucos quilómetros da cidade de Quelimane, província da Zambézia, o jovem Bonifácio muito cedo ingressou nas fileiras da Frelimo em 5 de Maio de 1963.

Membro do Comité Central desde o II Congresso da Frelimo até a data da sua morte, Gruveta foi comandante das Forças Populares de Libertação de Moçambique (FPLM) durante a luta de libertação.

É considerado o “pai da independência” na Zambézia, por ter liderado o grupo da Frente de Libertação Nacional, naquela província, no dia 17 de Setembro de 1974. Foi chefe do campo educacional de Tunduro, na Tanzânia, e do departamento do Comité Central para as Organizações Democráticas de Massas.

Foi o primeiro governador da província da Zambézia, tendo o seu curto mandato sido marcado por duas grandes realizações, nomeadamente a construção de casas de alvenaria no bairro de Coalane Primeiro e abertura de fontenários nos bairros periféricos de Quelimane. Também ocupou o cargo de primeiro Secretário-Geral da Associação dos Combatentes da Luta de Libertação Nacional.

Um dos obreiros da nacionalidade e da independência de Moçambique, Bonifácio Gruveta, foi deputado do Parlamento moçambicano e pertencia ao Conselho de Estado moçambicano. Devido a sua humildade granjeava simpatia em quase toda a província da Zambézia.

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Content is protected !!