Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Mondlane atribui nota positiva ao desempenho da Polícia no país

O ministro do Interior, Alberto Mondlane, considera que apesar de persistirem problemas de exiguidade de meios de trabalho no seio da corporação em todo o país, a Polícia em Moçambique continua num bom caminho no que diz respeito ao combate à criminalidade.

Mondlane falava, Quinta-feira,  na cidade da Beira, no final de um périplo de 30 dias pelo país, o qual veio a terminal na província de Sofala, na zona centro de Moçambique.

De acordo com a fonte, a avaliar por aquilo que foi constatado no terreno, tudo indica que “a saúde da PRM é boa” na medida em que tanto em Sofala, assim como nas outras províncias do país é bastante notório o nível de engajamento dos membros da PRM no combate ao crime.

“O nível de engajamento dos nossos agentes no combate à criminalidade é grande, garantindo, desta maneira, a segurança pública. Por isso estamos satisfeitos com este desempenho”, disse Mondlane falando a jornalista ontem na segunda capital do país.

Para a nossa fonte, ao longo dos 30 dias em que esteve de visita ao país, para além de engajamento dos membros da corporação no combate ao crime, constatou igualmente outras dificuldades que ainda persistem na PRM, uma das quais é a exiguidade do pessoal.

“Os pessoais que temos não são suficientes e tem sido dito várias vezes que é preciso formarmos mais policiais e colocarmos ao serviço das comunidades”, apontou para depois acrescentar que, para além desta preocupação, existe outra que é dos meios de trabalhos.

“Estas são preocupações que nós já conhecemos e temos a consciência de que não se pode resolver de uma só vez. São situações que estão inseridas em todos os aspectos que se desencadeiam no nosso país na luta contra a pobreza”, disse.

Ainda na quarta-feira, e à margem da conferência de imprensa com o ministro do Interior, para reforçar os elogios, a Polícia, em Sofala, apresentou vários acessórios de viaturas supostamente roubados e vendidos aos comerciantes de peças velhas no mercado do Goto na Beira.

Segundo a Polícia, o material em causa, no qual inclui-se nove baterias, 212 piscas e uma vasta gama de peças altamente procuradas no mercado, foi recuperado de sete comerciantes, numa operação “quente” ocorrido na segunda-feira, no intervalo das 11 as 12 horas.

O porta-voz da PRM no comando provincial de Sofala, Feliciano Dique, disse ao “Diário de Moçambique” que a operação surge na sequência de várias denúncias indicando haver tendência de recrudescimento de furtos de acessórios em viaturas estacionadas.

“Identificamos sete indivíduos na posse deste material. Convidamos desde já a qualquer automobilista que tenha sido vítima deste tipo de actos para se aproximar ao comando, de modo a identificar as suas peças”, acrescentou Dique, para quem a abertura de autos processuais contra os sete indivíduos depende da presença de pessoas que confirmem as peças.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!