Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Moçambola: Derbi Costa do Sol e Desportivo terminou empatado a duas bolas

Moçambola: Derbi Costa do Sol e Desportivo terminou empatado a duas bolas

Costa do Sol e Desportivo de Maputo empataram a duas bolas, neste sábado (14), no Derbi que abriu a disputa da 13a jornada do Campeonato Nacional de futebol, o Moçambola.

Há quem diga que já não existem dérbis como antigamente. Aliás, o nível competitivo das duas equipas na presente temporada do Moçambola explica esse diapasão. Mas, podia-se por uns instantes esquecer esse debate até porque quer o Costa de Sol quer o Desportivo precisavam somar para atingir os seus objectivos: Por um lado o canário que anseia os lugares cimeiros da competição e, por outro, uma águia deficiente que luta para reaver as assas e fugir da zona crítica a que está abraços na tabela classificativa.

Apitou o árbitro para o pontapé de saída da partida que abriu a jornada 13 do Campeonato Nacional de futebol, e se pretendia que fosse de alto nível. Aliás, de grande nível viram-se apenas os repetitivos erros da turma alvinegra que passou toda a primeira parte atrás da sua identidade ou seja, justificar-se como colosso.

O Costa de Sol aproveitou-se muito das fragilidades do adversário e desenvolveu o seu jogo ofensivo com Rúben a carregar a equipa pelas costas. Mas o primeiro golo não foi fruto dessa discrepância. Ao quinto minuto da partida o árbitro assinalou penálti a favor da equipa da casa e Eboh chamado a cobrar, fez o mais fácil naquela situação: Marcar.

O Desportivo não reagiu e foi demonstrando falta de concordância na forma de estar. Houve quem duvidou inclusive, daquela equipa ter treinado durante a semana. Por via disso, sofreu mais um golo antes do fim da primeira. Reginaldo foi o autor.

Tudo correu mal ao Desportivo e o mister Antero Cabaco ficou ciente disso tanto que operou mudanças logo no início da segunda-parte.

Mas não foi só: os jogadores voltaram também motivados e correram atrás do prejuízo e, inteligentemente, protegeram a defesa enquanto esperavam por oportunidades na zona dianteira. Mas nada trouxe ao jogo aquela inicial imagem de um grande confronto.

Canário na sombra da bananeira

Convencido pelos dois golos marcados na primeira parte e não encontrando soluções para furar a defesa alvinegra que entrou na segunda-parte com missão estudada, a turma canarinha preocupou-se em dar espectáculo de futebol sem necessariamente gerir o resultado.

Diamantino Miranda precipitou-se nas substituições e preocupou-se apenas no jogo ofensivo que necessariamente alimentar a defesa. Esgotadas as substituições, muitos dos jogadores principalmente os centrais, começaram a manifestar cansaço.

A hecatombe iniciou a quatro minutos do minuto 90 quando Zainadine, o Júnior, à entrada da grande área e de bola parada, atirou uma bomba impensável para Joaquim. Era o 2 a 1 e o renascer das esperanças.

O Costa de Sol ficou preso numa espécie de camisa de forças e não podia fazer mais nada senão no segundo minuto para além dos 90 ver o seu guarda-redes a solidarizar-se com a turma alvinegra e introduzir –  de forma mais escandalosa- a bola no fundo das próprias malhas. Foi o 2 a 2 que castigou o Costa de Sol por não ter sabido gerir o jogo que pareceu tão fácil e com os três pontos garantidos.

“Cabeça” de Diamantino Miranda

A raça canarinha com toda razão do mundo revoltou-se contra a Diamantino Miranda e forma como procedeu as substituições. O que sucedeu na etapa final da partida, não tem justificação em nenhum canto do mundo mas outrossim, nada que justificasse a confusão que se viveu no campo do Costa de Sol.

“Rua, rua rua. Volte à tua terra” foi o cântico dos adeptos canarinhos que, em viva voz, exigiram à direcção Artur Semedo. Enfim. Findaram-se as noites bem dormidas ao português ao comando do Costa de Sol.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!