Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Moçambique vai introduzir combustível misto

As misturas obrigatórias de combustíveis fósseis e os bio combustíveis começam a ser implementadas a partir de 2012, uma medida que poderá ter um impacto significativo na redução da factura de importação dos derivados de petróleo, caso da gasolina e do diesel.

O regulamento, recentemente aprovado pelo Conselho de Ministros, estabelece um nível de mistura de dez porcento de etanol com 90 porcento de gasolina, e três porcento de biodiesel com 97 porcento de diesel fóssil. Segundo o Ministro da Energia, Salvador Namburete, citado pelo ‘Noticias’, estas quotas foram estabelecidas com base na capacidade instalada para a produção destes combustíveis em Moçambique.

Com o início da implementação das misturas, o Governo espera poupar, no próximo ano, cerca de 22 milhões de dólares americanos do total da factura de importação dos combustíveis fósseis actualmente estimada em mais de 500 milhões de dólares anuais. Para além das vantagens económicas, a utilização de biocombustíveis é considerada benéfica para o ambiente, tendo em conta que reduz drasticamente a emissão de gases. Este tipo de combustíveis também melhora a lubrificação dos motores, contribuindo desta forma para a longevidade dos veículos.

Nos últimos anos os preços mundiais de combustíveis fósseis têm vindo a oscilar constantemente no mercado, penalizando em grande medida os países não produtores de petróleo, como é o caso de Moçambique.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!