Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Moçambique precisa de USD 3,1 biliões para a sua auto-suficiência alimentar

Cerca de 3,1 biliões de dólares norte-americanos, ou seja, 89,2 biliões de m ticais, é quanto Moçambique precisa para aplicar no período 2013/2017 em acções de redução da dependência externa em bens alimentares e aumentar o seu nível de competitividade agrícola na África Austral.

O montante está a ser mobilizado junto de potenciais parceiros internacionais de cooperação com Moçambique, segundo o Ministério da Agricultura (MINAG), no seu documento intitulado Programa Nacional de Investimento do Sector Agrário (PNISA).

O valor deverá ser aplicado para o incentivo à produção e produtividade agrícola, acesso a mercados, reforço da segurança alimentar e nutricional, reforma e fortalecimento insti- tucional de organismos ligados à promoção da agricultura.

O grande constrangimento que afecta o sector agrário moçambicano prende-se com a falta de serviços básicos de apoio ao produtor para fazer o “melhor aproveitamento da relativa abundância da base de recursos naturais de que o país dispõe”, justifica o Ministério da Agricultura.

Com a concretização do plano em alusão, Moçambique deverá ter, num prazo de 10 anos, “um sector agrário próspero, competitivo e sustentável capaz de contribuir para maior segurança alimentar, renda e rentabilidade dos produtores agrários e ainda aumentar a produção agrícola orientada para o mercado”, destaca aquele departamento governamental no seu documento.

O mesmo está a ser apresentado ao sector privado, organizações não governamentais, instituições académicas e membros da chamada sociedade civil moçambicana para o seu enriquecimento.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!