Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Moçambique e Portugal assinam acordos de mais de um bilhão de dólares

Os Governos moçambicano e português assinaram hoje, em Maputo, dois acordos e igual número de memorandos de cooperação envolvendo pouco mais de um bilhão de dólares norte-americanos. Destaque vai para o memorando de entendimento que prevê a criação, dentro dos próximos três meses, de um banco de investimentos com um capital social de 500 milhões de dólares.

O banco terá a sua sede em Maputo, a capital moçambicana, e uma sucursal em Portugal. Moçambique e Portugal, através da Direcção Nacional do Tesouro e da Caixa Geral de Depósitos, respectivamente, rubricaram um outro memorando que estabelece os princípios estruturais e linhas estratégicas para a materialização do referido banco.

Por outro lado, os Governos moçambicano e português, representados pelo Ministro das Finanças, Manuel Chang, e pelo Ministro de Estado e das Finanças, Teixeira Santos, assinaram dois acordos, sendo um de financiamento de uma linha de crédito no montante de cerca de 420 milhões de dólares e outro de aditamento ao Acordo Tripartido relativo a implementação de uma linha de crédito no montante de cerca de 140 milhões de dólares.

Estes montantes destinam-se ao financiamento de projectos de investimento público, sobretudo os ligados a infra-estruturas. Falando momentos depois da assinatura dos acordos, Chang destacou que estes financiamentos do Governo português surgem numa altura em que, face aos efeitos da crise financeira mundial, se constata uma retracção nos investimentos.

Neste sentido, segundo o Ministro, estes apoios financeiros constituem uma alavanca importante para a prossecução dos programas de desenvolvimento. Por seu turno, Teixeira Santos, de visita a Moçambique, disse que, ao se rubricar estes acordos, os dois países demonstraram, mais uma vez, que estão determinados em estimular investimentos, sem os quais nunca se pode alcançar o desenvolvimento.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!