Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Moçambique e Itália aprovam plano para desenvolver Manica e Sofala

Os governos de Moçambique e da Itália aprovaram esta ultima Quinta-feira o primeiro plano operacional do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Rur a l (PADR) para as províncias de Manica e Sofala, Centro do pais.

O jornal “Diário de Moçambique” escreve que no âmbito deste programa serão implantadas na província de Sofala mais quatro indústrias agro-pecuárias, concretamente nos distritos de Chibabava, Nhamatanda e Gorongosa. O plano, cuja implementação esta orçada em cerca de 16 milhões de euros, foi aprovado em Chimoio, a capital da província de Manica, numa cerimonia que contou com a presença de António Limbau, vice-Ministro da Agricultura, Mariano Foti, Director de Cooperação na Embaixada da Itália em Moçambique, e da governadora da província de Manica, Ana Comoane.

Em Chibabava será efectuado o processamento do ananás e, em Nhamatanda, na região de Tica, vai ser instalada uma unidade de processamento de tomate. Em Gorongosa será montada uma linha de transformação de madeira. Deste projecto, consta ainda a instalação de uma unidade de produção de farelo na província de Sofala. A construção da unidade de processamento de cereais está incorporada num plano que visa a introdução, ainda em Sofala, de uma unidade de produção de frangos.

O Coordenador Nacional do PADR, Sérgio Muteia, disse que o objectivo principal deste programa é fechar o ciclo todo da cadeia de produção, complementando a produção de base. O programa obedece três componentes, nomeadamente o apoio institucional, aos serviços ligados à agricultura e de micro, pequenas e médias empresas.

A fonte explicou que várias linhas de apoio foram criadas para garantir que o programa atinja os objectivos plasmados no acordo bilateral. Trata-se de linhas de crédito bonificado (para micro, pequenos e médios produtores) e implantação de unidades de processamento. Muteia explicou que a província de Manica já possui uma unidade de produção de frangos pertencente a um privado e na área de processamento poderão acontecer fusões assim que existem unidades implantadas.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!