Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Moçambique e Brasil unem-se pela cultura para celebrar o dia da ‘liberdade’

Por ocasião das celebrações dos 40 anos da Assinatura dos Acordos de Lusaka em Moçambique e dos 192 anos da independência do Brasil, ambos assinalados no dia 7 de Setembro, a Embaixada do Brasil e o Centro Cultural Brasil-Moçambique (CCBM), realizam, entre 7 e 14 do mês em curso, uma série de ventos culturais que retrata a convergência e identidade cultural entre Moçambique e Brasil.

Os sete dias denominados Semana Cultural serão inaugurados com o lançamento do programa de rádio sobre a nova música brasileira, a ser transmitido aos domingos, a partir das 18:30 horas, pela Rádio Moçambique, na Antena Nacional. Trata-se de uma parceria entre a referenciada estacão emissora do país e a Embaixada do Brasil, cujo objectivo centraliza-se na divulgação dos novos nomes da música brasileira e a respectiva diversidade da produção musical contemporânea.

No terceiro dia, 9 de Setembro, o pátio interno do CCBM acolherá as exibições teatrais da peça “O Folclore do Amor”, do grupo brasileiro “As Lucianas”. O trabalho enquadra-se no projecto cultural “Conexão Teatral Brasil-Moçambique” e em parceria com a Associação Cultural Xinguerenguere ACX. Ainda no mesmo dia, o poeta brasileiro Enéias Tavares Santos, inaugura uma mostra de Xilogravuras.

No dia 10 de Setembro, o conceituado escritor moçambicano, Calane da Silva, vai ministrar uma palestra com objectivo virado para a produção literária luso-afro-brasileira e a importância do português como factor de unidade e identidade nacional nos países da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa. A ter lugar na Galeria Portinari do CCBM, a partir das 18 horas, o colóquio chama-se “Língua Portuguesa e Instituição Literária na CPLP”.

Diferentemente das actividades anteriores, em que se enaltecia mais a literatura, no dia 11 de Setembro, num ‘show’ acústico, o músico moçambicano Stewart Sukuma, acompanhado pela Banda Nkhuvu, vai aproximar os dois povos, moçambicanos e brasileiros, ao cantar músicas de cada região. O vento acontecerá a partir das 19 horas.

A par das outras manifestações artístico-culturais que marcarão a Semana Cultural, o CCBM inaugura, no dia 12 de Setembro, o Cineclube Brasil, com a exibição do documentário “A Vida é um Sopro”. O filme versa sobre a vida e a obra do arquitecto brasileiro Óscar Niemeyer.

No entanto, para encerrar as actividades que marcam o dia da liberdade brasileira e da moçambicana, a Embaixada do Brasil e o Hotel Polana promovem, nos dias 13 e 14, a partir das 12 horas, um almoço buffet de gastronomia brasileira. Na cerimónia final, serão servidos pratos típicos brasileiros, tais como, moqueca de peixe, xinxim de galinha, feijoada, churrasco e acarajé.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!