Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Moçambique com parte de USD 14,5 biliões do IFC

Moçambique é parte integrante dos 31 países que, em 2009, beneficiaram de 14,5 biliões de dólares norte-americanos do IFC, instituição do grupo do Banco Mundial que está a desenvolver acções de formação de pequenos empresários em matéria de gestão dos seus negócios.

A formação é feita em torno das iniciativas denominadas Business Edge e SME Toolkit e visa aprofundar o apoio aos empresários em Moçambique, paralelamente ao processo de selecção de parceiros para os novos programas, que oferecerá soluções interactivas de aprendizagem e capacitação para ajudar os gestores a aumentarem os seus conhecimentos e dirigirem as suas empresas de forma mais eficiente.

Numa primeira fase, a formação beneficiou representantes de bancos comerciais moçambicanos, instituições financeiras e macrofinanceiras e ainda pequenas e médias empresas, segundo Babatunde Onitiri, representante do IFC em Moçambique, falando num dos encontros já realizados.

Onitiri realçou que a sua instituição irá procurar desenvolver parcerias com grandes empresas que trabalham com pequenas e médias empresas para criar e desenvolver relações que melhorem o desempenho de toda a cadeia de valor. “Apoiar as empresas de dimensão menor constitui um dos principais focos do trabalho do IFC, em África, onde um pequeno empresariado mais forte contribuirá para criar postos de trabalho e apoiar o crescimento nas economias como a moçambicana”, salientou Onitiri.

As soluções da iniciativa Business Edge incluem sessões na sala de aulas com uso de material de formação, enquanto que SME Toolkit promove o crescimento das empresas com uso da tecnologia moderna da informação e oferece uma gama de informações e formação em gestão empresarial para empresas de pequena dimensão, em contabilidade e finanças, planificação empresarial, recursos humanos, marketing e vendas, operações e tecnologia da informação.

Refira-se que o Business Edge foi introduzido em mais de trinta países, tendo sido formadas 120 mil pessoas através duma rede de 350 formadores certificados, grosso número provenientes dos chamados países de baixa renda e afectados por conflitos como são os casos do Iraque e Iémen.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!