Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Moçambique com défice de 415 mil toneladas de trigo

A exportação ilegal de trigo por produtores das zonas fronteiriças de Moçambique com Zâmbia, Zimbabué, África do Sul, Tanzânia, Suazilândia e Malawi está a agravar o défice do cereal em cerca de 415 mil toneladas, segundo o Ministério da Agricultura.

O Malawi e a Zâmbia são os principais consumidores do produto transaccionado irregularmente por praticarem melhores preços de compra do trigo moçambicano nas suas fronteiras extremamente atractivo, comparativamente aos praticados no país, segundo aquele departamento governamental.

A fonte realça ainda que a situação está a ser agravada pela incapacidade do país em dispor de armazéns e/ou inacessibilidade das vias de acesso para as zonas de produção para comercialização.

Esta exportação descontrolada de cereais surge numa altura em que o Governo está a subsidiar o preço do pão para não ser agravado, tal como acontece com combustíveis e transportes de passageiros, estando para este ano de 2014 previsto o desembolso para esta rubrica de cerca de 2671,3 milhões de meticais, representando 0,5% do Produto Interno Bruto (PIB), ou seja, uma redução em 0,2 ponto percentual do PIB em relação a 2013.

De Janeiro a Setembro de 2013, os encargos com subsídios tiveram uma realização de 1297,5 milhões de meticais, o correspondente a um decréscimo de 61 pontos percentuais em termos reais face a igual período de 2012, como resultado da redução de preços dos bens subsidiados no mercado internacional.

Refira-se, entretanto, que em 2014 Moçambique prevê produzir cerca de 21 mil toneladas de trigo, contra 20 mil toneladas de 2013, segundo o Ministério da Agricultura, acreditando que “parte significativa da produção prevista poderá ser comercializada pelos seus produtores nos países vizinhos”.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!