Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Ministro chinês é condenado à prisão perpétua por corrupção

O antigo ministro chinês das Ferrovias, Liu Zhijun, foi condenado à pena de morte com sursis – suspensão condicional da pena que equivale à prisão perpétua – após ser declarado culpado por crime de corrupção por um tribunal de Pequim. Além da prisão perpétua, o tribunal confiscou todos os bens pessoais de Liu e o privou dos seus direitos políticos.

Liu foi acusado formalmente em abril por abuso de poder, recebimento de suborno e negligência, conduta que levou a “enormes perdas” de bens públicos, segundo a “Xinhua”, mídia estatal. Ele teria ajudado onze empresários a ganhar contratos do governo na área de transportes em troca de 64 milhões de yuanes em subornos (aproximadamente US$ 10 milhões) entre 1986 e 2011.

O julgamento do ex-ministro teve início no começo de junho, sob forte esquema de segurança. Liu, 60, foi o responsável pela gestão da gigantesca rede de ferrovias chinesas entre 2003 e 2011, até que a Comissão Disciplinar do Partido Comunista da China abriu investigação contra ele por violações disciplinares.

Aparentemente como resultado dessa investigação, o governo chinês resolveu desmembrar em março o Ministério de Ferrovias, cujas competências foram absorvidas por outros órgãos. Até a queda de Liu, esse ministério era o segundo mais poderoso do governo chinês, só atrás do da Defesa.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!