Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Mineração furtiva mata e fere em Nampula

Um mineiro artesanal perdeu a vida e outros dois ficaram gravemente feridos em resultado do desabamento de terra, na última semana, no distrito de Murrupula, província de Nampula.

O garimpo é uma prática recorrente em diferentes distritos de Nampula. No caso recente, os três moçambicanos praticavam tal actividade e sem nenhuma medida de segurança, o que colocava em risco a sua vida, disse Inácio Dina, porta-voz do Comando-Geral da Polícia da República de Moçambique (PRM), em conferência de imprensa.

Os sobreviventes foram socorridos para o hospital.

Segundo o agente da Lei e Ordem, quando a Polícia se faz aos locais onde se desenvolve a mineração furtiva, os mentores desta prática colocam-se em fuga, porque têm plena consciência de que estão a cometer um crime.

“Chegamos a uma mina e já não encontramos quase ninguém e a única coisa que fazemos é ficar a monitorar a área para garantir que as pessoas não voltem ao local”, explicou Dina, frisando que os líderes locais têm denunciado o garimpo ilegal, mas a tal persiste.

A morte aconteceu dias depois de 536 moçambicanos e 95 cidadãos de diferentes nacionalidades estrageiras terem sido enxotados da mina de Namanhumbir, no distrito de Montepuez, província de Cabo Delgado, também por prática de mineração furtiva.

Trata-se de indivíduos de nacionalidades tanzaniana, somali, guineense, gambiana, senegalesa, malawiana, zimbabweana, nigeriana, queniana, burundesa, belga e congolesa.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!