Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

MINED e empresa chinesa acordam concessão de bolsas de estudo

O Ministério da Educação (MINED) e a empresa ‘China Kingho Group’ assinam, esta Segun-dafeira, em Maputo, um memorando de entendimento que cria um fundo de um milhão de dólares norte-americanos, para financiar 100 bolsas de estudo para cidadãos moçambicanos.

Segundo um comunicado do MINED, recebido pela AIM, os beneficiários deverão frequentar cursos de licenciatura e pós-graduação na área de Ciências.

O mesmo acordo estabelece as condições de candidatura para aceder às bolsas ao mesmo tempo que cria um comité de gestão das bolsas entre as autoridades Chinesas e Moçambicanas.

O comunicado refere que o memorando de entendimento, a ser rubricado, resulta da recente visita efectuada pelo Primeiro-Ministro, Aires Ali, à República Popular e Democrática da China.

Naquele país asiático, Aires Ali acordou com as autoridades um investimento através da empresa ‘China Kingho Group’. Por outro lado, o mesmo insere-se nos esforços que o Governo de Moçambique tem estado a fazer no sentido de mobilizar recursos financeiros para o desenvolvimento do país.

A ‘China Kingho Group’ é uma empresa chinesa que opera no sector mineiro e que, antes de desenvolver as suas actividades em Moçambique, decidiu atribuir 100 bolsas de estudo a moçambicanos para frequentarem, naquele país, cursos de licenciatura e de pós-graduação em áreas relevantes para Moçambique.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!