Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Militares de Bissau prometem entregar poder a civis em dois anos

A junta militar da Guiné-Bissau afirmou nesta quarta-feira que irá entregar completamente o poder de volta aos civis em dois anos, depois de eleições que serão marcadas por um governo interino que ainda será nomeado. O anúncio aconteceu após a comunidade internacional condenar amplamente o “Comando Militar” do país do Oeste da África, que tomou o poder na semana passada e suspendeu a eleição presidencial ao deter o candidato favorito, Carlos Gomes Junior.

A ex-colônia portuguesa tem visto vários golpes e revoltas armadas desde a independência em 1974. O último deles minou os esforços dos doadores ocidentais para reduzir a ingerência militar na política do país e contrabalançar a influência dos cartéis de tráfico de drogas usando Guiné-Bissau como ponto de rota.

“A restauração do poder aos civis acontecerá pouco a pouco”, disse o porta-voz militar, tenente coronel Daha Bana na Walna a repórteres depois que o Comando Militar emitiu um decreto dissolvendo as instituições e anunciando um “período de transição que irá durar dois anos”.

De acordo com o decreto, um conselho liderado por civis será formado em breve para guiar o processo de transição para eleições presidenciais e legislativas simultâneas.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!