Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Metade das crianças com menos de cinco anos em Tete é super-desnutrida

Uma em cada duas crianças menores de cinco anos, na província de Tete, centro de Moçambique, sofre de desnutrição crónica, pretendendo as autoridades provinciais baixar esta incidência para 40% até 2016.

Estes números foram revelados esta semana durante a doação de cerca de 5,3 milhões de euros que o Governo da Dinamarca fez àquela província, considerada a capital mundial do carvão, devido às suas gigantescas reservas do mineral. A verba destina-se à redução da desnutrição crónica e faz parte de um pacote de ajuda global de cerca de 15,2 milhões de euros que a Dinamarca concedeu a Moçambique.

“Esperamos que o presente memorando de entendimento possa contribuir para uma maior harmonização com doadores e parceiros para um alinhamento na nutrição num plano de 5 anos, agora, e no futuro”, desejou Kirsten Mavemann, conselheira da embaixada da Dinamarca em Moçambique, após a assinatura do protocolo com o Governo provincial de Tete.

Falando na ocasião, o governador de Tete, Ratxide Gogo, disse acreditar numa redução na desnutrição crónica na província. “Acreditamos que com este apoio do Reino da Dinamarca, a província de Tete irá atingir níveis bastante satisfatórios quanto à redução da prevalência da desnutrição crónica, conseguindo reduzir para uma taxa de 40% até 2016”, disse Gogo.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!