Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Menina queniana morre agredida por professor e colegas por não saber ler

Uma menina de 10 anos morreu na cidade queniana de Solio depois de ser agredida pelo professor e pelos colegas de turma como castigo por não saber ler em inglês correctamente, informou a imprensa local nesta terça-feira.

Conforme relatos, o docente da escola de primária Mukandamia ordenou na quinta-feira passada que os alunos batessem na criança que não lia algumas frases em inglês, castigo que também teve a participação do professor. A garota, que sofreu ferimentos graves, morreu dois dias depois no hospital.

“O professor ordenou aos alunos ensinar a menina a ler, mas ela não conseguia. Então começaram a bater nas suas costas”, relatou Mary Wanjiku, uma mãe de aluno, ao jornal “Daily Nation”.

De acordo com alguns estudantes, o professor já tinha agredido à menina antes de determinar a surra. Após ser espancada, a menor disse ao diretor que estava doente e pediu permissão para ir para casa, onde morava com a avó, de 86 anos.

Segundo o jornal, ontem vários pais de alunos decidiram tirar os filhos da escola. O fato foi denunciado na delegacia de Naromoru, onde o oficial Michael Mbaluku informou que está aguardando receber o relatório sobre a causa da morte. Mesmo assim, alguns alunos já foram interrogados, enquanto o professor, que também seria um político, está foragido.

Conforme os responsáveis dos alunos, essa não foi a primeira vez que crianças se queixaram de agressões graves feitas por professores.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!