Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Membros das mesas de voto reivindicam boas condições

Cerca de 1.150 formandos a Membros das Mesas de Voto (MMV) em Sofala paralisaram temporariamente dia 20 de Outubro, formação em reivindicação de boas condições de alimentação na Beira, concretamente na pousada dos CFM local em que os mesmos estão alojados. O facto ocorreu numa altura em que o director provincial do Secretariado Técnico de Administração Eleitoral (STAE) em Sofala, Chimoio Sousa, encontrava-se a fazer uma visita de supervisão às 11 turmas que prefazem os cerca de 1.150 formandos para inteirar-se do andamento da formação e da situação do alojamento na Beira.

O boicote que durou algumas horas só viria a terminar com o anúncio de que o STAE iria, de facto, reforçar a alimentação dos formandos, ou seja, para além de repolho e arroz que os lesados dizem ter consumido durante os primeiros sete dias de formação, aquele órgão prontificou-se a oferecer refeições variadas.

Uma fonte daquele órgão garantiu hoje que a situação voltou à normalidade e que os formandos regressaram às aulas. Não houve tumultos.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!