Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Melhora assistência social à criança

O distrito de Murrupula pretende assumir-se como modelo na assistência social das crianças órfãos e vulneráveis ao nível da província, através duma intervenção em que as comunidades locais suportam com fundos próprios a prestação de protecção àquela camada, sobretudo nos domínios da educação, saúde, habitação e alimentação.

 

 

É neste contexto que um grupo composto por 115 crianças de várias idades em situação de vulnerabilidade resultante da morte dos seus progenitores ou doença crónica que impede o exercício da actividade agrária, principal fonte de subsistência, entre outras razões, beneficia de um programa de assistência social baseada na comunidade, em curso há cerca de um ano no posto administrativo de Nihessiue.

Como forma de mobilizar fundos para suportar as despesas atinentes às necessidades daquele grupo de crianças, entre as quais algumas com problemas de mal nutrição, a coligação de cuidados comunitários formada a propósito em Nihessiue, decidiu desenvolver actividades de carácter lucrativo nas áreas de panificação e comercialização de excedentes agrícolas.

O presidente daquela agremiação, Pascoal António, disse à nossa reportagem que a Visão Mundial foi a primeira parceira do governo contactada para a concessão de um apoio financeiro destinado à compra de farinha de trigo e para a constituição do fundo de comercialização agrícola, pedido aceite sem condicionalismos.

A Visão Mundial ofereceu 15 sacos de trigo no início do ano e como já tínhamos formado o grupo de padeiros e construído um forno de grande capacidade, iniciamos de imediato o fabrico de pão, negócio rentável cujos lucros estão a ser investidos na compra de excedentes agrícolas dos membros da nossa organização e da população em geral – referiu Pascoal António, acrescentando que os lucros têm vindo a engordar e, consequentemente, que reforça a base de apoio as crianças necessitadas no distrito.

O valor colectado é usado na compra de material didáctico incluindo uniforme escolar, pois, numero maior das 115 crianças frequentam o ensino primário do primeiro e segundo níveis.

Adicionalmente servem de suporte as despesas com relação a produtos alimentares, assistência sanitária e apoio às famílias substitutas em material de construção para melhoramento das condições de habitabilidade.

Estas acções influenciaram sobremaneira na mudança das condições de vida das crianças desfavorecidas ao nível do distrito, enquanto a coligação de cuidados comunitários prossegue a sua missão de identificação de petizes que vivem em situação difícil, facto que satisfaz as autoridades governamentais de Murrupula que exaltam o papel daquela agremiação que contribuiu para a mudança do quadro social local no seio da criança.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!