Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

MDM só concorre em quatro províncias

Frelimo e a Renamo serão os únicos partidos a concorrer às eleições para deputados nacionais em todas as províncias. A Comissão Nacional de Eleições devia anunciar a lista definitiva de candidatos no Sábado 5 de Setembro. Algumas das listas aprovadas apareceram no expositor da CNE um pouco antes da meia-noite de Sábado e o resto apareceu no Domingo de manhã.

Para as eleições nacionais há 13 círculos eleitorais – cada uma das 10 províncias, Cidade de Maputo, e duas para moçambicanos na diáspora. Os partidos submetem listas separadas de candidatos para cada círculo, com os nomes de candidatos em numero superior, pelo menos tres, o número de assentos. São excluidos os candidatos que não tiverem apresentado todos os documentos exigidos e as listas são rejeitadas se não restarem candidatos suficientes.

Só a Frelimo e a Renamo tiveram todas as listas aceites. A maior surpresa foi que as listas do MDM foram desqualificadas em 9 círculos e aceites só para a Cidade de Maputo, Inhambane, Sofala e Niassa. Em pelo menos um círculo eleitoral concorrem 19 partidos. A tabela a seguir dá a lista completa dos partidos e círculos em que concorrem.

A ordem no boletim de voto é determinada por sorteio, primeiro entre os partidos que concorrem em todos os círculos (que serão a Frelimo e a Renamo) e depois os partidos restantes. Também vai haver eleições para as 10 assembleias provinciais a 28 de Outubro (a cidade de Maputo já tem uma assembleia de cidade e não haverá portanto uma assembleia provincial). Nas províncias, cada distrito é um círculo.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!