Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

MDM adia conselho nacional para evitar colisão com a Renamo

O Movimento Democrático de Moçambique (MDM), liderado pelo edil da cidade da Beira, Daviz Simango, acaba de alterar para 6 de Junho próximo o arranque do seu Conselho Nacional que anteriormente tinha sido agendado para 29 de Maio corrente, devido a coincidência de agendas com a Renamo.

O facto, segundo esclareceu o presidente do MDM, Daviz Simango, visa evitar prováveis choques com a Renamo, que também agendou para a cidade de Nampula, capital da província nortenha do mesmo nome, e quase para as mesmas datas, a realização do seu congresso. “Somos políticos maduros e julgamos correcto alterar a data para não colidirmos, tendo em conta que as reuniões decorrerão na mesma cidade”, disse Daviz Simango.

A Renamo agendou o seu congresso para 1 a 3 de Junho próximo, também na cidade de Nampula, facto que obrigou o MDM a alterar a sua agenda, tendo em conta as graves rivalidades que, em alguns momentos, levam os membros destes partidos a enveredarem pela violência quando se cruzam. Na origem destas rivalidades esta o facto de Daviz Simango ter concorrido e ter ganho a presidência do Município da Beira, nas autárquicas de Dezembro ultimo, como candidato independente, depois de ter sido preterido e expulso pela Renamo, partido pelo qual se candidatara e vencera aquele cargo em 2003.

Simango sossegou os seus correligionários explicando que a alteração da data não vai influenciar em nada o cumprimento da agenda do movimento, servindo apenas para que os 120 delegados do MDM ao Conselho Nacional tenham a tranquilidade necessária para discutirem os temas agendados. Justificando a escolha de Nampula para a realização deste encontro, Simango disse tratar-se de uma demonstração de que o MDM e’ pela unidade nacional, tendo em conta que a constituição de partido teve lugar na cidade da Beira, zona Centro, e Maputo, no Sul, acolheu a reunião da Comissão Politica.

Os participantes ao Conselho Nacional, para alem de discutirem a estratégia e manifesto eleitoral, deverão eleger os candidatos para as eleições gerais e provinciais agendadas para 28 de Outubro.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!