Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Maurícias e Moçambique trocam experiências comerciais

Moçambique e Maurícias estão reunidas, de quinta (04) a sexta-feira (05), em Maputo, na segunda edição de encontros comerciais, com o objectivo de estreitar as relações comerciais e trocar experiências nas diversas áreas de desenvolvimento.

O director nacional para área de Promoção de Produtos e Serviços no Ministério da Indústria e Comércio (MIC), Ernesto Mafumo, disse que o encontro vai contribuir para aumentar interação entre os dois países nas áreas de investimentos e comércio, bem como maximizar as ofertas de negócios para o alavancamento das duas economias.

Ernesto Mafumo sublinha que o encontro poderá servir também como um incentivo para catapultar as relações comerciais na região Austral de África, uma vez que nos últimos anos as transações de serviços e de produtos ganharam alguma robustez com expansão das exportações de produtos agrícolas, mariscos e investimentos em diversas áreas, com maior enfoque para o sector agrícola.

As Maurícias têm um grande potencial nos sectores da indústria têxtil e confecções, facto que poderá ser uma mais valia para Moçambique, de modo a incrementar e diversificar as actividades económicas para a melhoria da economia nacional e da vida da população, através da geração de mais postos de emprego, anotou Mafumo, para quem os ganhos que poderão advir desta relação são o incremento do volume de investimentos do sector produtivo e do comércio, através do abastecimento do mercado, criação de facilidades e oportunidades de exportação, dentre outros.

Por sua vez, o vice-presidente das Confederações Económicas de Moçambique, Agostinho Vuma, disse que o encontro empresarial vai contribuir para que se melhorem as relações comerciais e bilaterais nos sectores de turismo e agricultura, o que servirá para intensificar o uso do transporte marítimo no sentido de reduzir os custos de exportações e inculcar conhecimento dos sectores estruturais das duas economias.

O primeiro secretário da embaixada das Maurícias em Moçambique, Lachoomun Vishal, disse que os dois países sairão a ganhar com esta interacção porque vai criar condições para a livre circulação de produtos e serviços, aumento dos índices de exportação de bens e serviços nos dois mercados.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!