Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Mau tempo afecta navios de transporte de combustível e condiciona operações aéreas

A ruptura de stock de JET A1, que condicionou as operações da companhia aérea Linhas Aéreas de Moçambique (LAM), deveu-se ao atraso de navios transportando combustíveis devido ao mau tempo que se registou, semana passada.

Segundo a LAM, os navios foram surpreendidos pelo mau tempo no alto mar e não conseguiram chegar a tempo no Porto de Maputo, onde fazem o descarregamento do combustível.

Na sequência da falta de combustíveis, vários voos foram cancelados, tendo sido reprogramados. A LAM informa na sua página electrónica que, com o contínuo restabelecimento do stock de combustível, retoma os voos conforme os horários estabelecidos.

O Governo classifica esta situação de incidente infeliz, que causou vários constrangimentos, sobretudos aos utentes dos serviços da LAM.

Segundo o ministro dos transportes e comunicações, Paulo Zucula, não se trata de fragilidades na gestão do stock, porque o combustível que a empresa LAM usa vem de fora, mas que, neste caso, não chegou a tempo.

“A situação não está muito boa, mas foi um incidente provocado pelo mau tempo. Nunca aconteceu uma situação dessas no país. Os barcos apanharam mau tempo no alto mar e não conseguiram chegar ao Porto de Maputo a tempo”, disse.

Zucula acrescentou que “foi um incidente infeliz, mas não se pode dizer que é prática, mas claro que é preciso melhorar a planificação”.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!