Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Massa vai continuar em observação no hospital militar de Budapeste

Felipe Massa vai continuar em observação no hospital de Budapeste, onde ele está se encontra internado desde o grave acidente sofrido no sábado passado, indicou seu médico pessoal Dino Altman esta quinta-feira em entrevista à imprensa. “Por enquanto, ele deve ficar na Hungria e nada foi decidido ainda. Nosso objetivo é que ele recupere suas forças. Acredito que ele voltará diretamente para casa quando estiver melhor”, anunciou o dr. Dino Altman aos jornalistas em Budapeste, diante do hospital militar AEK.

O médico não precisou, no entanto, se o piloto de 28 anos vai voltar para a casa dele no Brasil ou para sua residência em Mônaco. O médico desmentiu que Felipe Massa será transferido para o hospital parisiense do professor Gérard Saillant, reconhecendo, porém, que esta possibilidade foi cogitada. O professor Saillant examinou o piloto brasileiro em Budapeste, mas deixará a capital húngara nesta quinta-feira, acrescentou Altman.

Segundo a família do piloto, falando à imprensa brasileira na quarta-feira, Massa talvez seja transferido nesta quinta para um hospital em Paris, o mesmo em que foram atendidos o piloto alemão Michael Schumacher e o jogador Ronaldo. Felipe Massa, que foi ferido na cabeça e no olho, saiu da unidade de tratamento intensivo na quarta-feira “Ele está de bom humor e está com um ‘look’ de boxeador”, descreveu seu médico pessoal.

“Ele está falando muito, faz piadas: por exemplo, sobre sua substituição por Schumacher, ele disse que não o deixará dirigir seu carro”, lembrou Dino Altman, indicando que o brasileiro também brincou sobre seu retorno em Valência, no próximo GP. “Ele só pensa na competição, na corrida, esta é sua ideia fixa”, acrescentou Dino Altman.

Sete vezes campeão do mundo, o alemão Michael Schumacher já estava aposentado, desde 2006, mas substituirá Felipe Massa no Grande Prêmio da Europa em Valência (Espanha), dia 23 de agosto, anunciou na quarta-feira a escuderia Ferrari. Na véspera, Altman garantiu que seu paciente terá uma recuperação completa e sem sequelas.

Na quarta, Massa conseguiu levantar e caminhar em torno de sua cama. O dr. Altman contou ainda que o piloto recorda bem das duas voltas que realizou momentos antes do acidente durante os treinos classificatórios para o Grande Prêmio da Hungria. Quando respondeu à pergunta de Felipe sobre quem foi o vencedor do GP (Lewis Hamilton), Massa exclamou: “Não posso acreditar! Essa era minha corrida”.

Atingido a mais de 250 km/h no capacete por uma mola que despregou do Brawn GP de seu compatriota e amigo Rubens Barrichello, que estava à sua frente, chocou-se contra a barreira de pneus a 190 km/h.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!