Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

A imprensa alemã comemora a volta de Schumacher às pistas

A imprensa alemã comemora a volta de Schumacher às pistas

A imprensa alemã comemorou esta quinta-feira a notícia da volta do piloto Michael Schumacher à Fórmula 1, dois anos e meio depois de ter se aposentado das pistas. “A lenda volta”, é a manchete do jornal Bild, que publicou em sua primeira página uma foto do heptacampeão mundial. “Um anjo da guarda para a Ferrari”, afirma o jornal Tagesspiegel, que destaca o golpe publicitário da escuderia italiana, ocorrido no mesmo dia em que o construtor alemão BMW anunciou sua retirada da Fórmula 1 no final da atual temporada.

“Em 16 anos de corridas, bateu todos os recordes. E, com sete títulos mundiais (91 vitórias em 250 corridas), entrou para a história como o melhor piloto”, elogia ainda o Bild. O irmão do campeão, o também piloto de Fórmula 1, Ralf, ficou sabendo da notícia pela imprensa. “Ele continua sendo suficientemente rápido para vencer corridas”, declarou ao Bild. Rolf Schumacher, o pai dos dois pilotos, concorda que a ‘Scuderia’ precisa de Schumi.

“Pilotar uma moto é mais perigoso que a Fórmula 1”, afirmou, fazendo alusão ao grave acidente que Michael Schumacher sofreu no ano passado. “Ele faz isso pela equipe que o formou. É um jogador de equipe”, estimou, por sua parte, o Berliner Zeitung. No entanto, Tagesspiegel lança uma advertência, pois, “apesar da volta de Michael Schumacher vá reavivar a atenção do público, os bons tempos da à Fórmula 1 terminaram, com ou sem Schumacher”.

O jornal diz ainda que a competição é muito cara, inclusive para as grandes escuderias, e inúmeros circuitos têm dificuldade em pagar os enormes montantes de dinheiro exigidos pelo patrão da Fórmula 1, Bernie Ecclestone. “Depois da saída da Honda e da BMW, outros construtores vão continuar deixando a Fórmula 1”, prognostica o Tagesspiegel. A Ferrari anunciou na véspera que Schumacher vai substituir o piloto Felipe Massa no GP da Europa, em Valência, em 23 de agosto.

“Michael Schumacher declarou-se disponível e, nos próximos dias, seguirá um programa específico de preparação ao término do qual será possível confirmar sua participação no Mundial a partir do Grande Prêmio da Europa”, explicou o comunicado da escuderia. Schumacher tomou sua decisão depois de reunir com o presidente da Ferrari, Luca di Montezamolo, e os diretores da escuderia na manhã de quarta-feira. Pouco depois, o campeão alemão manteve uma entrevista técnica com o equipe de Massa para fixar um programa de preparação.

O piloto alemão retirou-se das pistas em 2006 e atualmente ocupava o posto de conselheiro técnico da Ferrari. “No fundo, gosto de desafios e este é um lindo desafio”, afirmou Schumacher à imprensa italiana. Rumores sobre um retorno do alemão à Fórmula 1 começaram a circular depois do acidente do brasileiro Felipe Massa, sábado nas classificações para o Grande Prêmio da Hungria.

A própria porta-voz do corredor, Sabine Kehm, havia aventado essa possibilidade.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!