Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Massa deixa o hospital de Budapeste e volta para o Brasil

Massa deixa o hospital de Budapeste e volta para o Brasil

Felipe Massa deixou esta segunda-feira hospital militar de Budapeste e embarcou num avião particular em direção ao Brasil, constatou um fotógrafo da AFP. O vice-campeão mundial estava acompanhado de sua esposa, Rafaela, e de seu médico pessoal, Dino Altman.

O seu jato deixou o aeroporto da capital húngara com destino a São Paulo, com escala em Dacar. Apesar de que será submetido a novos exames, o piloto não será hospitalizado de novo, segundo seu pai, Luiz Antonio Massa.

A notícia da transferência de Massa para o Brasil foi dada por Altman na sexta-feira passada. “No Brasil, ele prosseguirá com sua convalescença, e voltará às pistas o quanto antes possível”, afirmou na ocasião, assinalando ainda que o piloto da Ferrari não vai precisar de qualquer tratamento especial para sua reabilitação. “Tenho sorte de estar vivo”, afirmou Massa em suas primeiras declarações públicas após o grave acidente que sofreu no Grande Prêmio da Hungria, destacando que vai “voltar a correr”.

“Sei que tenho sorte de estar vivo”, revelou Massa em entrevista ao jornal britânico News of the World. “Não me lembro de nada sobre o acidente, mas vou correr outra vez. Quando acordei, não sabia porque estava no hospital, e aí perguntei: O que faço aqui” – contou o piloto da Ferrari, que será substituído no Grande Prêmio da Europa, em 23 de agosto, pelo alemão Michael Schumacher.

“Tentei tirar os tubos e Eduardo, meu irmão, não deixou e aí brigamos”, disse Massa. “O acidente foi muito azar, mas sei que tenho sorte em estar vivo. Não me lembro de nada que aconteceu”. “Era a minha corrida, e quando acordei do coma, não podia acreditar quando me disseram que Lewis (Hamilton) tinha vencido e Kimi (Raikkonen) havia sido o segundo”.

No sábado, Massa recebeu a visita de Michael Schumacher, que vai substitui-lo ao volante da Ferrari no Grande Prêmio da Europa em Valencia, no dia 23 de agosto. Schumacher não deu declarações após sua ida ao hospital, do qual preferiu sair pela porta dos fundos para evitar os jornalistas. “Felipe ficou muito feliz por saber que Schumacher vai ser seu substituto, e até brincou dizendo que já está preparado para voltar a correr”, afirmou Luiz Antônio Massa.

Massa foi atingido a mais de 250 quilômetros por hora na cabeça por uma peça do amortecedor do Brawn GP dirigido por Rubens Barrichello, que estava na sua frente, e acabou desmaiando e se chocando contra o muro de contenção a 190 km/h. O piloto foi operado de emergência de uma fratura no crânio e ficou dois dias em coma induzido em um hospital de Budapeste.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!