Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

‘Maringue não é conturbado’ – Khalau

O Comandante-geral da Policia moçambicana (PRM), Jorge Khalau, considera Maringue, antigo ‘bastiao’ da Renamo na província central de Sofala, como um distrito “não conturbado”, apesar da existência no local de homens armados no antigo quartel- general daquele ex-movimento rebelde. A Renamo, que moveu a guerra de guerrilha contra as forcas governamentais mocambicanas, ainda possui uma forca residual de homens armados em Maringue, apesar do conflito armado ter terminado há quase 18 anos.

Esta situação tem levado as pessoas a considerarem este distrito como sendo um local inseguro. “Apesar de reconhecermos a existência de homens armados da Renamo, Maringue não é uma zona conturbada pois faz parte de um vasto país com cidadãos preocupados no desenvolvimento e seu bem-estar”, disse Khalau, falando Terçafeira a jornalistas após a sua chegada a cidade da Beira, capital da província de Sofala. Entretanto, Khalau disse que as armas de fogo na posse dos homens da Renamo deviam ser entregues à Policia para serem usados no combate ao crime.

Acrescentou, por outro lado, que esses homens da Renamo deviam colaborar com a PRM no estancamento da criminalidade. “Já dissemos não haver razão para que a Renamo mantenha aqueles homens lá em Maringue, pois deveria deixá-los fazer a sua vida como quaisquer outros cidadãos preocupados no seu bem-estar e desenvolvimento do país”, afirmou o Comandante-geral da Policia. Khalau salientou também a importância de se sensibilizar as populações para não pautarem pela prática de justiça pelas próprias mãos, actos que são muito comuns na cidade da Beira.

Para o efeito, ele apelou as comunidades para denunciarem os malfeitores junto da Policia. Além de visitar instituições ligadas ao Comando-geral da PRM, durante a sua visita a província de Sofala, Jorge Khalau irá também escalar os distritos de Maringue, Chemba, Caia e Cheringoma, bem como manter encontros com agentes da corporação.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!