Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Marido espanca até à morte esposa em Lichinga

Um individuo que responde pelo nome de Virgílio António, de cerca de 28 anos de idade, residente no bairro da Estação, na cidade de Lichinga, província norte do Niassa, encontra-se detido desde a manhã de terça-feira indiciado de ter espancado até à morte a sua esposa de 25 anos, mãe de dois filhos, um dos quais menor de apenas três meses e o mais velho de 13 anos.

Segundo o jornal Diário de Moçambique o alegado criminoso teria consumido durante o dia bebidas alcoólicas de fabrico caseiro, vulgo cacholima, e na calada da noite quando voltou à casa entrou em brigas com a sua esposa, tendo este recorrido a instrumentos contundentes para desferir alguns golpes no corpo da sua vítima.

Vendo que a sua esposa já estava sem vida, levou o corpo para uma valeta, muito perto do rio Muchenga, para despistar investigações, levando em seguida a criança de três meses com a qual andou no bairro de Muchenga aos choros, alegando que a sua mulher tinha sido assassinada por desconhecidos.

Só que das diligências feitas foram encontrados na residência do casal um boné com algumas nódoas de sangue e alguns instrumentos contundentes, tais como uma faca e paus que presumivelmente foram usados no crime.

Outras fontes contaram que o casal sempre andava em brigas, uma vez que ambos consumiam cacholima, mas desconhecem-se as reais motivações deste acto macabro.

Mas outras fontes avançaram que tudo começou quando o criminoso pretendia manter relações amorosas com a malograda, mas esta vendo que a criança ainda era menor e para se livrar do marido pegou os seus órgãos genitais.

Virgílio, em suposta defesa, teria usado um banco ralador para bater na nuca da esposa.

Entretanto, uma fonte policial confirmou que Virgílio António se encontra detido aguardando outros trâmites para responder em juízo pelo seu acto.

 

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!