Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Marcelino dos Santos afirma que colonialismo português teve um “carácter mesquinho” em Moçambique

Marcelino dos Santos, um dos fundadores da FRELIMO e membro do Conselho de Estado moçambicano, defende que o colonialismo português teve um “carácter mesquinho” e apelou ao afastamento da cultura portuguesa e à busca de uma identidade própria para Moçambique.

Comparando Portugal a outros países colonizadores, Marcelino dos Santos falou de questões de semântica que, na sua opinião, traduzem a “mesquinhez do colonialismo português”, justificando que a cultura portuguesa não é “a cultura de Moçambique”.

“Devido a este carácter mesquinho, com medo de chamar a um preto rei, é que eles chamaram régulo, depois de terem inventado que régulo poderia ser chamado de pequeno rei. Portugal, ou a cultura portuguesa, não é a raiz da cultura moçambicana”, afirmou.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!