Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Maputo: condutor destrói e morre em acidente de viação

Uma viatura despistou-se e embateu sobre o murro de uma residência do bairro de Hulene, arredores de Maputo, tirando a vida do condutor da mesma, além de provocar ferimentos graves a uma outra pessoa.

Segundo fonte da Polícia moçambicana (PRM) em Maputo, este caso deu-se por volta das 22.30 deste Domingo ao longo da Rua da Beira, nas proximidades do Aeroporto Internacional de Maputo.

“A viatura foi embater-se no murro, provocando um óbito, um ferido grave e avultados danos materiais. O caso de óbito, que por sinal é do condutor da viatura, ocorreu quando ele estava a caminho do hospital”, explicou Orlando Mudumane, porta-voz do Comando da PRM na cidade de Maputo, falando hoje a imprensa.

Este é apenas um exemplo dos vários casos de acidentes de viação que se tem registado em Moçambique, particularmente na capital moçambicana, Maputo, na sua maioria provocados por excesso de velocidade e violação a diversas regras de trânsito, incluindo má travessia de peões.

Só na semana passada, a PRM na cidade de Maputo registou 16 acidentes de viação que, com alguma sorte, não resultaram em muitas perdas humanas, havendo apenas a lamentar a ocorrência de um morto e 34 feridos, seis dos quais em estado grave.

Mudumane disse que a Polícia tem vindo a realizar diversas actividades destinadas a garantir a segurança rodoviária, incluindo campanhas de auto – stop e a forte presença policial nas zonas mais vulneráveis a ocorrência de sinistros rodoviários.

Algumas dessas acções resultaram na detenção de cinco pessoas por condução ilegal e um outro automobilista ilegal que tentou subornar os agentes da Polícia de Trânsito com uma nota de 100 meticais (cerca de três dólares americanos).

Por outro lado, durante toda a semana passada, a Polícia fiscalizou um universo de 2.129 viaturas, acção que resultou na aplicação de 1.173 multas e apreensão de 365 cartas de condução.

Mudumane disse igualmente que, dos 480 automobilistas submetidos ao teste de alcoolemia, 136 acusaram positivo, o mesmo que dizer que o nível de álcool no organismo destes condutores estava acima do ponderado por lei.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!