Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Mamparra of the week: Primeiro-Ministro Aires Aly

Mamparra of the week: Saqueadores do Estado moçambicano

Meninas e Meninos, Senhoras e Senhores, Avós e Avôs

O Mamparra desta semana é o Primeiro-Ministro Aires Aly que teima em manter, como Presidente do Conselho de Administração (PCA) do Instituto Nacional de Segurança Social, o ilustre senhor Inocêncio Matavele.

Pelas prerrogativas de que gozam, conferidas por uma lei absurda, os PCA’s das empresas públicas são nomeados e demitidos pelo Primeiro-Ministro.

Pelo que transpirou cá para fora, as mamparrices, quais autênticas barbaridades, que aconteceram neste e noutros mandatos naquela instituição tutelada pelo Ministério de Trabalho, o mínimo que o senhor Inocêncio Matavele já devia ter feito era ir ao gabinete do senhor Aires Aly e entregar a carta colocando o seu lugar à disposição.

Aparentemente, segundo alguma imprensa, ele (O PCA) tê-lo-á feito, mas sabe-se lá porque cargas de águas tal eventual pedido não terá merecido a atenção merecida pelo Chefe do Executivo de Armando Guebuza.

A ser verdade, porque não houve desmentido, o senhor Aires Aly ganhou desse modo o direito e honra de subir ao pódio que só aos mamparras assenta como luvas brancas.

Que compromisso inconfessável é esse que existe entre o senhor Primeiro-Ministro e o PCA do INSS que teima em mantê-lo? Não foram suficientes as barbaridades que aconteceram debaixo dos olhos daquele PCA e da respec- tiva Directora-Geral, a senhora Rógeria Muianga?

A ministra do Trabalho tomou coragem, coisa que está a faltar ao mamparra desta semana, ao demitir a senhora Rute Muianga.

Porque é que o senhor Aires Aly, no caso de estar a faltar-lhe coragem, não chama a sua colega Taipo e pede as dicas de como se demite um gestor de topo quando o caos é tão grande e não há como escondê-lo?

Dos cofres do INSS saiu UM MILHÃO DE DOLÁRES norte-americanos para se comprar uma casa protocolar para o PCA e esse dinheiro foi-se nas mãos de um artista sem igual. Nem casa nem dinheiro dos pensionistas vol- tou à procedência.

O senhor Aires Aly acha isso uma coisa normalíssima a ponto de fazer ouvidos de mercador? É assim que se combate a tal pobreza – que tem como comandante o Presidente Guebuza – tantas vezes propalada também pelo próprio Primeiro-Ministro?

A manutenção do senhor Inocêncio Matavele no cargo de PCA do INSS pelo mamparra desta semana é um porten- toso insulto à consciência de todos os moçambicanos que ao longo de anos vêm descontando parte dos seus salários para garantir as suas aposentadorias.

Reiteramos que se está a faltar coragem ao senhor Aires Aly, ele que fale com a senhora Helena Taipo que ela lhe dará a receita.

Num poema, o Carlos Cardoso também escrevia poemas, intitulado “Nus”dizia assim “…Contem-nos Tudo. Tudo. Contem-nos até as injustiças que praticaram que ninguém vos condenará por isso, porque a injustiça que praticaram é muito maior.

E nós contaremos aos outros que virão aquilo que vocês foram e em que vocês se transformaram ao enterrarem-se inteiros nos nossos corações e cérebros. Não. Vocês não têm o direito de ficar enterrados no anonimato das vossas próprias memórias”.

Seus mamparras, mamparras, mamparras.

Até para a semana, juizinho e bom fim-de-semana!

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Content is protected !!