Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Mamparra da semana: Fernando Sumbana e Shafee Sidat

Mamparra of the week: Saqueadores do Estado moçambicano

Meninas e Meninos, Senhoras e Senhores, Avôs e Avós

Os mamparras desta semana são o ministro da Juventude e Desportos e o presidente da Federação Moçambicana de Atletismo, respectivamente, Fernando Sumbana e Shafee Sidat, que após declarações públicas, em momentos distintos, encheram os pulmões de ar e de promessas falsas para dizer aos moçambicanos que o Parque dos Continuadores, o nosso berçário da modalidade rainha dos Jogos Olímpicos, jamais voltaria a ser um lugar de espectáculos musicais!!

Porém, no último fim-de-semana, um megaconcerto promovido pela nova vaga de cantores, com o propósito de proporcionar um dia diferente às crianças da cidade capital, veio provar que Sumbana e Sidat são incoerentes, que faltaram à verdade, para gáudio das suas mamparrices!

As crianças de Maputo, que lá estiveram, na companhia dos seus país, para além de brincarem nos pula-pula, puderam fazer coro das letras dos cantores da nova vaga – tais como Ziqo da Silva Maboazuda, Lizha James, Mc Rocer e outros – cantando conteúdos inapropriados para as suas idades, com o beneplácito dos mamparras que esta semana sobem ao pódio em equipa.

Para não variar, um dos dois mamparras revelou-se esta semana nas redes sociais, em jeito de defesa ao indefensável, dizendo que o problema da pista do Parque dos Continuadores – referindo- se à pista de corridas que estava abarrotada – não era de resolução parcial mas sim global.

Foi o Shafee quem o disse, o novo boss do atletismo. E disse mais na saga desta mamparrada: que levou lá os filhos. E nada o impedia de o fazer.

Como nestas coisas de negócios as promessas têm sido deitadas no caixote de lixo, há quem diga que desta vez os estragos ao património do atletismo foram maiores do que os do festival de “ZOUK” que tem sido anualmente realizado pela Mcel naquele mesmo local, apesar de vários protestos oriundos de quadrantes diversos.

Quem raio de mamparrada é esta de figuras públicas dizerem uma coisa e fazerem o contrário?

Será que eles pensam que o quociente de inteligência dos moçambicanos é tão baixo assim?

Ou serão eles – e nada os proíbe – admiradores incondicionais dos cantores da nova vaga cujas músicas têm conteúdos inapropriados?

Alguém tem que pôr um travão neste tipo de mamparices.

Mamparras, mamparras, mamparras.

Até para a semana, juízo e bom fim-de-semana!

PS: Na hora em que terminava esta crónica, tomava conhecimento de uma mamparrice policial, que armada até aos dentes, com blindados e cães, ameaçava os médicos no sentido de estes desistirem da marcha. Grande mamparrada dos homens do Khálau!

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Content is protected !!