Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Mambas desenrascados querem vencer Gabão de Aubameyang e entrar na corrida para o “Mundial” de 2018

Mambas desenrascados querem vencer Gabão de Aubameyang e entrar na corrida para o “Mundial” de 2018

Os Mambas, já apelidados de minhocas pelos adeptos moçambicanos, e que vêm de quatro jogos sem vencer, agora com um seleccionador desenrascado e desfalcados de Ricardo Campos na baliza, sem Mexer na defesa nem Simão Mathe na zona intermediária, enfrenta a partir das 19 horas desta quarta-feira (11), no estádio nacional do Zimpeto, o Gabão liderado por Pierre-Emerick Aubameyang, um dos avançados mais falados do momento no mundo, com 22 golos nesta temporada, seis dos quais foram dois hat-tricks em Outubro pelo seu clube Borussia Dortmund, segundo classificado do Campeonato Alemão de Futebol.

O capitão da selecção do Gabão, um dos dez nomeados pela Confederação Africana de Futebol (CAF) para o jogador africano de 2015, é a sensação da Bundesliga onde marcou 14 golos em 12 jogos, os mesmos de Robert Lewandowski, sendo já um dos goleadores com a melhor média de golos de sempre da equipa alemã.
“Se Cristiano Ronaldo pode marcar 50 golos por temporada, porque é que eu não posso? Eu acredito e, quando rezo, peço para me tornar um dos melhores avançados do planeta. Tenho de continuar assim e repetir esta forma durante várias épocas como Messi e Ronaldo já fizeram. Tenho dito durante anos que um dia gostaria de marcar 40 golos”, confessou Auba, como é carinhosamente chamado o jogador de 26 anos de idade, ao jornal francês L´Équipe, e que esta época já marcou 22 golos.
No melhor momento da sua carreira Aubameyang, que chegou ao Borussia Dortmund em 2013/2014, vindo do Saint- Étienne por 13 milhões de euros, é, na actualidade, um dos avançados mais falados do mundo e foi considerado o melhor jogador da Bundesliga no mês de Outubro. Está na capital moçambicana para conduzir a selecção do seu país à fase de grupos da zona africana de apuramento para o “Mundial” que vai ser disputado na Rússia em 2018.
Destaques ainda, na selecção treinada pelo português Jorge Costa, que teve uma fraca participação no Campeonato Africano deste ano, e cujo nome de “guerra” é Panteras, para o guarda-redes Didier Ovono (que defende as redes do KV Ostende da Bélgica), para o defesa Henri Ndong (do Auxerre da França), para os médios Andre Biyogo Poko (do Bordeaux da França) Mario Lemina (da Juventus da Itália) a ainda Levy Madinda (do Celta de Vigo de Espanha).

Mambas sem Ricardo Campos, Momed Hagi, Roony Marques, Mexer e Simão Mathe
Já a nossa selecção nacional de futebol, comandada na partida do Zimpeto (e no jogo contra o Gabão) pelo desconhecido Boris Pucic, vai entrar em campo com grandes baixas particularmente no seu sector mais recuado.
O guarda-redes Ricardo Campos continua lesionado, assim como o defesa Edson Mexer, o meio- campista Momed Hagi e o lateral Roony Marques. Também ausente estará o médio defensivo Simão Mathe, que mais uma vez voltou a não responder à chamada para os Mambas.

Os jogadores convocados para tentarem defender a honra de Moçambique, que desceu mais 18 posições no ranking da FIFA de Outubro, são:
Guarda-redes – Soarito, José Guirrugo, Joaquim;
Defesas – Kito, Jeitoso, Chico Mioche, Edmilson, Zainadine Júnior, Gérson e Miro;
Médios – Jumisse, Dominguez, Sassi, Reinildo, Luís Miquissone e José Luís;
Atacantes – Isac de Carvalho, Hélder Pelembe, Clésio e Maninho.

Os Mambas, há muito apelidados de minhocas pelos adeptos, vêm de quatro jogos sem vencer e marcaram apenas um golo.
Ainda comandada por João Chissano, a selecção de Moçambique foi derrotada no estádio nacional de Zimpeto, por 0 a 1, pelo Ruanda, em Junho.
Depois, já com Hélder Muianga (Mano-Mano) no banco técnico, os Mambas comprometeram o apuramento para o Campeonato Africano das Nações (CAN) de 2017 com uma derrota histórica em Curepipe, por 0 a 1, diante das Ilhas Maurícias. De referir que há mais de uma década que os mauricianos não venciam um jogo a contar para uma competição oficial.
Arredada do CAN de 2017 e com a promessa de “uma profunda reestruturação”, feita pelo novo presidente da Federação Moçambicana de Futebol, Alberto Simango Júnior, a selecção de Moçambique foi também eliminada do Campeonato Africano para jogadores que actuam nos campeonatos internos (CHAN). Primeiro sofreu três golos, sem marcar nenhum, na Zâmbia e depois empatou a 1 no estádio da Machava com os Chipolopolos.
Entretanto Hélder Muianga, que fora adjunto de João Chissano e havia sido promovido a seleccionador principal interino, foi despromovido novamente para adjunto agora de um treinador de origem Croata, Boris Pucic, contratado (na realidade emprestado pelo clube ENH de Vilankulo) apenas para comandar a selecção nesta duas partidas da 2ª pré-eliminatória de acesso à fase de grupos de apuramento em África para o “Mundial” de 2018.
O desconhecido treinador croata afirma o óbvio: vai tentar vencer em Maputo e procurar não perder em Libreville já no próximo sábado (14).

Outras partidas desta 2ª pré-eliminatória:
Sudão vs Zâmbia (11 de Novembro)
Togo vs Uganda (12 de Novembro)
Burundi vs RD Congo (12 de Novembro)
Benin vs Burkina Faso (12 de Novembro)
Namíbia vs Guiné-Conacri (12 de Novembro)
Marrocos vs Guiné Equatorial (12 de Novembro)
Madagáscar vs Senegal (13 de Novembro)
Líbia vs Ruanda (13 de Novembro)
Comores vs Gana (13 de Novembro)
Angola vs África do Sul (13 de Novembro)
Libéria vs Costa do Marfim (13 de Novembro)
Níger vs Camarões (13 de Novembro)
Quénia vs Cabo Verde (13 de Novembro)
Mauritânia vs Tunísia (13 de Novembro)
Suazilândia vs Nigéria (13 de Novembro)
Chad vs Egipto (14 de Novembro)
Etiópia vs Congo (14 de Novembro)
Botswana vs Mali (14 de Novembro)
Tanzaânia vs Argélia (14 de Novembro)

As 20 selecções que vencerem esta fase disputarão uma 3ª ronda de qualificação repartida em cinco grupos de quatro equipas cada. Os vencedores de cada grupo irão representar o continente africano na fase final do Campeonato do Mundo de Futebol em 2018 na Rússia.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!