Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Mambas defrontam Zâmbia em partida amigável

A selecção moçambicana, os “Mambas”, defronta esta segunda-feira, na cidade sul-africana de Joanesburgo, a sua congénere da Zâmbia em partida de carácter amistoso inserida no quadro de preparação para o Campeonato Africano das Nações (CAN), a disputar a partir de Janeiro próximo em Angola.

Os Mambas, que já se encontram praticamente todos na África do Sul, levam um total de 22 atletas com a excepção de três unidades nucleares, nomeadamente Kampango, Dário Khan e o recuperado Miro que vão, em princípio, se juntar ao colectivo ainda hoje para as partidas inseridas neste ciclo preparatório.

O seleccionar adjunto dos Mambas, Miguel Chau, disse ao programa RM Deporto da Rádio Moçambique que a legião de craques da selecção está em excelente nível de forma e o resto ver-se-á no relvado, na altura começa o encontro com os “Chipolopolo” da Zâmbia na segunda-feira. Ainda neste ciclo, os Mambas vão defrontar o Gabão (Panteras Negras) na cidade de Bloemfontein e um outro adversário ainda por identificar, tudo com vista a aprimorar os aspectos físicos e tácticos da selecção até ao dia 10 de Janeiro, altura em que inicia o Campeonato Africano das Nações.

Enquanto isso, Razak Omotoyossi, avançado da selecção do Benin, outro integrante do grupo onde está a turma moçambicana no CAN de Angola, disse ao programa desportivo da BBC que o seu país está em condições de causar surpresas aos outros integrantes do Grupo “C”, entre eles o Egipto, campeão em título, Moçambique, Benin e Nigéria.

Omotoyossi disse que os “Esquilos” estão confiantes na qualificação para a fase seguinte, até porque considera a selecção do seu país um forte candidato aos quartos-de-final. O CAN de Angola constituirá a segunda aparição consecutiva do Benin na maior prova futebolística do continente, e Omotoyossi acredita no espírito de equipe que reina no colectivo, no futebol ofensivo como condimentos determinantes para uma boa prestação no torneiro.

“A selecção reúne todos os requisitos para ter uma boa prestação em Angola e no futuro”, disse Omotoyossi, acrescentando, no entanto, ser necessário renovar a determinação e convicção que, segundo ele, são escudos de luta aguerrida nos jogos dos Esquilos. O Benin não conseguiu passar para a fase seguinte nas edições de 2004 e 2006 do Campeonato Africano das Nações disputados na Tunísia e Gana.

Aliás, Omotoyossi disse estar confiante na vitória que no encontro frente aos Mambas, que se realiza no dia 12 de Janeiro na cidade de Benguela, caso os Esquilos joguem muito bem. O atacante do Benin reconhece que a partida frente as “Super Águias” da Nigéria será muito mais renhido, assim como no último confronto diante dos “Faraós” do Egipto, mas acredita na elevada motivação dos atletas.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!