Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Malfeitores invadem residência e assassinam casal na Matola

Pessoas desconhecidas e foragidas invadiram uma residência e assassinaram, a sangue frio, um casal, no bairro Nkobe, no município da Matola.

Chegados à referida casa, à noite, os presumíveis malfeitores deferiram golpes contra a mulher até à morte e, acto contínuo, torturaram o marido.

Os criminosos não se comoveram com o facto de o dono da casa ter implorado pela vida, para além da dor de ver a sua mulher ser assassinada diante de si. Eles deceparam-lhe os órgãos genitais e separaram o corpo da cabeça, segundo relatos de alguns vizinhos.

Trata-se de um crime revoltante, de arrepiar os cabelos e que ainda deixa os moradores de Nkobe deveras revoltado.

Algumas pessoas próximas do casal questionaram: Se na via pública há perigo, onde “nos sentiremos protegidos e teremos sossego se os bandidos invadem as nossas casas e matam sem piedade? É vida isto?”

Não se sabe ao certo o que terá levado os bandidos a perpetrarem tal acto macabro. Porém, o @Verdade apurou que o casal vivia em conflito com alguns membros da família devido a um alegado desentendimento na divisão do dinheiro proveniente do arrendamento de uma moradia.

Certos vizinhos contaram que, instantes antes de o casal encontrar a morte, ouviram gritos de pedido de socorro, mas ninguém, na altura, se ofereceu a se dirigir à residência para perceber o que se passava, devido ao mesmo.

Tempo depois, o casal foi descoberto sem vida. O cadáver da mulher estava bastante maltratado e o do marido sem a cabeça e os órgãos genitais.

A polícia disse que ia se pronunciar sobre este caso nesta sexta-feira (23).

Enquanto, uma cidadã está a contas com as autoridades policiais, acusada de tirar a vida do marido, no bairro 29 de Setembro, no distrito de Marracuene, província de Maputo.

O acto foi cometido com recurso a um berbequim e uma rebarbadora, encontrados no quarto do casal.

No local havia também vestígios de sangue e sinais de que antes do assassinato houve uma briga que levou à desarrumação dos bens no quarto.

Refira-se que o Tribunal Judicial da Província de Maputo (TJPM) condenou esta semana um jovem, a 31 anos de prisão, por assassinato dos seus pais por eles terem recusado atender o seu pedido de dinheiro para comprar de bebidas alcoólicas.

Devido ao mesmo homicídio, outros dois jovens, amigos do filho do casal foram condenados a 21 anos de cadeia.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!