Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Malaga reclama de conspiração após eliminação dramática

O Malaga sugeriu que não foi apenas a sorte que esteve contra a equipa na derrota de terça-feira para o Borussia Dortmund, em que os estreantes foram eliminados nos quartos de final da Liga dos Campeões Europeus com dois golos sofridos nos acréscimos.

O clube de propriedade de um xeque do Catar vencia a partida da 2ª mão do confronto contra o Dortmund por 2 x 1 até o intervalo, mas levou o empate e a virada após o fim do tempo regulamentar. O jogo da 1ª mão, na semana passada, na Espanha, terminou empatado em 0 x 0.

Replays da televisão mostraram que vários jogadores do clube alemão estavam em posição de fora de jogo no lance do terceiro golo, marcado pelo brasileiro Felipe Santana, e o normalmente comedido técnico do Malaga, Manuel Pellegrini, criticou os árbitros. “Nesta ocasião não podíamos ou não quiseram que nós passássemos”, disse Pellegrini em entrevista coletiva. “Depois do 2 x 1, não houve arbitragem”, acrescentou o chileno. “Eles empurraram-nos para trás com cotoveladas e empurrões. Houve duas expulsões que não foram dadas, um fora de jogo duplo no terceiro golo, que não deveria ter contado.” “Diziam que (o Dortmund) era o melhor clube da Europa, e no final eles estavam dando pontapés para frente. Estamos saindo com sentimentos muito amargos”, acrescentou.

O médio Joaquín, que colocou o Malaga na frente, aos 25 minutos, e o dono do clube, xeque Abdullah Al Thani, membro da família real do Catar, foram mais diretos. Numa série de comentários no seu Twitter oficial, logo após o apito final, Al Thani culpou a derrota ao “racismo” e pediu à Uefa para lançar um inquérito.

Joaquín sugeriu que o presidente da Uefa, Michel Platini, pode ter tido algo a ver com a derrota. Platini é profundamente impopular em Málaga em consequência da proibição imposta pela Uefa que impediu o clube de disputar competições continentais na próxima temporada, devido a atrasos nos pagamentos a credores. “Nós suspeitamos que Platini e todo o resto estão envolvidos”, disse Joaquín à rádio espanhola. “Porque somos o Málaga e não o Real Madrid, é mais fácil fazer isso conosco”, acrescentou.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!