Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Mais um cidadão morre ao cair dum prédio em construção em Maputo

Um trabalhador morreu ao cair do 13o andar de um prédio em construção, na manhã de terça-feira (16), na Avenida 24 de Julho, na capital moçambicana, quando pretendia preparar iniciar as suas actividades. Não se sabe ao certo o que é que esteve na origem da derrocada dos andaimes, que, acordo com alguns colegas do finado, aparentavam estar firmes.

A vítima era auxiliar de pedreiro na referida obra sita defronte do Sindicato Nacional de Jornalistas (SNJ). Testemunhas contaram que o malogrado, cujo nome não apurámos, tinha 23 anos de idade e encontrava-se sozinho do lado onde os andaimes desmoronaram.

Segundo o @Verdade apurou, o malogrado estava afecto á empresa construções Langa, subcontratada pela Mondego, construtora de capitais portugueses. O edifício, de 27 andares, pertence à Sociedade de Empreendimentos Imobiliários (SEI).

O corpo foi imediatamente removido para o hospital e o local com vestígios de sangue coberto com areia, numa aparente tentativa de apagar as provas ou dificultar o trabalho de perícia das autoridades policiais e sanitárias.

Francisco Quembo, porta-voz da SEI, alegou que o jovem estava um local não autorizado e sem o conhecimento do patronato, o que foi desmentido pelos colegas do malogrado.

Este não é o primeiro caso que acontece numa empreitada idêntica, sendo que o outro aconteceu em Julho de 2015, na baixa da cidade, onde cinco pessoas perderam a vida e sete ficaram feridas em resultado da queda de andaimes num prédio de 20 andares, na altura a cargo da Britalar.

Os familiares das vitimas até hoje aguardam pela indeminização, pese embora o construtor tenha inicialmente prometido honrar este direito.

Enquanto isso, as empresas de construção são consideradas as que mais desrespeitam os planos de saúde e segurança para os seus trabalhadores.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!