Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Mais de 30 pessoas mortas em acidentes de viação em Moçambique

De 30 de Novembro último a 06 de Dezembro em curso, 37 pessoas morreram, 30 contraíram ferimentos graves e outras 26 tiveram ferimentos ligeiros, em consequência de 55 acidentes de viação registados em diferentes estradas do território moçambicano.

Semanalmente, a média dos acidentes, pelo menos aqueles cuja ocorrência é do conhecimento das autoridades, tem sido ultrapassado três dezenas. Por exemplo, de 23 a 29 de Novembro passado, também morreram pessoas em consequência de 49 acidentes que causaram 54 feridos graves e 31 ligeiros.

Na cidade e Nampula e nos distritos de Nacala-a-Velha, Mossuril, Monapo e Meconta, por exemplo, sete pessoas morreram e outras 22 contraíram ferimentos entre graves e ligeiros, para além de seis danos materiais avultados e um dano material ligeiro.

Em relação aos casos da semana passada, o Comando-Geral da Polícia da República de Moçambique (PRM) indicou as mesmas causas que têm estado na origem do derramamento de sangue nas estradas, dor e luto nas famílias, nomeadamente o excesso de velocidade, a má travessia de peões, a ultrapassagem irregular, as deficiências mecânicas, o mau posicionamento do passageiro nas rodovias e a condução em estado embriaguez.

Enquanto isso, com vista a inverter esta tendência, a Polícia de Trânsito (PT) fiscalizou 25.901 viaturas, autuou 4.090 automobilistas por violação às regras de trânsito, apreendeu 108 veículos por diversas irregularidades, deteve 64 condutores por condução em estado de embriaguez e enclausurou 13 cidadãos por condução ilegal.

Miguel Bartolomeu, porta-voz do Comando Provincial da PRM em Nampula, disse a PT em Nampula fiscalizou 4.127 viaturas, tendo passado 349 multas por diversas irregularidades.

Os acidentes de viação continuam a preocupar as autoridades moçambicanas e a sociedade e geral, uma vez que, apesar de várias acções de educação cívica com vista a refrear o mal, as mortes continuam elevadas, sobretudo do tipo atropelamento. Por isso, o apelo aos automobilistas e peões para que circulem na via pública com responsabilidade e cautela, segundo a PRM.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!