Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Mais de 200 búfalos translocados para a “coutada nove”

Mais de duzentos búfalos vão ser translocados, brevemente, para a Coutada Nove, no distrito de Macossa, província central moçambicana de Manica.

Com estes animais pretende-se, segundo o Director Provincial do Turismo de Manica, António Dinis, agregar valor acrescentado ao turismo na região, sabendo que a Coutada Nove constitui um dos importantes atractivos para o turismo de contemplação e caça desportiva, na província de Manica.

António Dinis, citado pela Rádio Moçambique, explicou que os búfalos serão importados pela Save Safaris, o operador turístico e concessionário da Coutada Nove, o qual, segundo ele, já tem tudo a postos para a translocação dos animais, esperando apenas do aval do Governo de Manica para o efeito.

Ainda de acordo com o Director Provincial do Turismo de Manica, os búfalos são originários da Reserva de Marromeu, na província de Sofala, podendo também outros serem translocados de Tsangano, na província de Tete, ou ainda da Reserva do Zimbabwe.

Falando há dias ao jornal Notícias, o administrador distrital de Macossa, Teófilo Mendonça, informou que o projecto surge no âmbito do processo de repovoamento das espécies em referência na Coutada Nove, onde neste momento predominam antílopes como gazelas, cudos e girafas, para além de javalis, macacos, hienas, entre outras espécies faunísticas.

Recentemente e com o mesmo objectivo (turismo), Teófilo Mendonça disse terem sido introduzidos 12 leões na Coutada Nove, destinados basicamente a travar a onda da caça furtiva, que é considerada uma das ameaças à sobrevivência das espécies animais que ali crescem.

Para além de Macossa, prevê-se que mais 200 búfalos sejam translocados do parque Nacional de Gorongosa, na província de Sofala para a reserva transfronteiriça de Chimanimani, num projecto que se destina a criar atractivos turísticos naquela que é considerada a maior reserva de biodiversidade no país.

O Director Provincial do Turismo de Manica, António Dinis disse que a translocação dos referidos búfalos poderá incentivar e incrementar a procura de Chimanimani pelos turistas, sobretudo aqueles que são atraídos pela caça desportiva.

Sem revelar montantes e datas para esta operação, António Dinis disse que o projecto deverá ser concretizado ainda dentro deste ano e neste momento decorrem os demarches com vista à sua efectivação.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!