Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Mais de 20 agentes da Polícia expulsos por cometer infracções no país

Mais de 20 agentes da Polícia da República de Moçambique (PRM) foram, no ano passado, expulsos sob acusação de terem cometido vários crimes, segundo o Comandante-Geral, Jorge Khalau.

Ele não disse de que províncias são os visados, mas referiu que eles não podem se distrair da sua missão de combater o crime, os sequestros, a corrupção e entre outros males para se dedicar a actos que não coadunam com a disciplina imposta na corporação.

“A luta contra a criminalidade deve começar de dentro para fora da Polícia”, disse Khalau que falava numa cerimónia de patenteamento de 74 membros da PRM em Nampula. Pediu a união de várias instituições como tribunais e procuradorias para juntos combaterem o crime organizado.

O comandante chamou à atenção os novos patenteados no sentido provarem com trabalho o merecimento da distinção. “As patentes que hoje recebem que sejam valorizadas porque a sua atribuição é sinal do esforço que cada um de nós faz no combate ao crime.”

Refira-se que dos 74 agentes da PRM promovidos, cinco são oficiais subalternos, 53 oficiais subalternos, 12 sargentos e quatro guardas.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!