Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Mais de 18 mil alunos em Nampula assistem as aulas debaixo das árvores

Mais de 200 turmas do ensino primário do 1º grau funcionam ao relento na cidade de Nampula devido à falta de salas de aulas. Nas escolas de M’puecha, Teacane, Namutequeliua, 25 de Junho, Mutauanha, Murapaniua, Terrene, Barragem, Muthita e de Sera da Mesa a situação é mais crítica, pois que em cada uma delas os alunos de 1ª a 3ª estudam debaixo dos cajueiros.

A representante de Estado em Nampula, Felicidade Costa, afirmou que devido a esse problema, no período chuvoso, mais de 18 mil crianças de diversos estabelecimentos de ensino perdem as aulas por estudarem debaixo das árvores. No Inverno, o processo de aprendizagem é condicionado, uma vez que os alunos chegam tarde à escola.

Felicidade Costa apontou a insuficiência de salas de aulas como sendo um dos grandes constrangimentos que o sector da Educação enfrenta na província mais populosa de Moçambique, o que interfere no aproveitamento pedagógico dos alunos e na melhoria da qualidade de ensino no país.

Entretanto, o sector de Educação na província de Nampula planificou, para o presente ano, construir quatro escolas secundárias novas em diferentes distritos e espera-se que com a conclusão dessas obras o sofrimento de algumas crianças seja minimizado.

Refira-se que neste ano lectivo, a nível da cidade de Nampula, foram inscritos 181.706 alunos em todos subsistemas de ensino.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!