Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Luz ao fundo do túnel

O braço-de-ferro entre o Governo e o G-19 (Grupo de 19 parceiros internacionais de cooperação com Moçambique) em torno dos apoios deste conjunto de países que patrocinam em quase metade o Orçamento do Estado moçambicano parece estar à beira do fim.

Efectivamente, uma fonte daquele grupo heterogéneo de países garantiu ao Correio da manhã que uma solução sobre o imbróglio que está a embaraçar o regime de Maputo poderá ser encontrada a breve trecho “e os desembolsos começarão a ser feitos a partir de Abril próximo”.

Aceitando falar ao jornal apenas na condição de anonimato, a fonte disse que se aguarda pela confirmação de que a Assembleia da República (AR) vai, efectivamente, iniciar o processo de revisão da Lei Eleitoral já na primeira sessão ordinária, a arrancar próxima segunda-feira, dia 22 de Março, em Maputo.

A revisão do pacote eleitoral consta de uma série de pontos apresentados ao Executivo de Armando Guebuza como fulcrais e determinantes para o início dos desembolsos dos fundos.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!