Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Lula afirma que irá a pé para prisão se corrupção for provada

O ex-presidente do Brasil Luiz Inácio Lula da Silva rejeitou nesta quinta-feira as acusações de corrupção e lavagem de dinheiro do Ministério Público e, num irónico e longo pronunciamento, disse que, se provarem algum crime, irá a caminhar até a cadeia para a sua detenção.

“Conquistei o direito de andar de cabeça erguida. Provem uma corrupção minha, que irei a pé para ser preso”, afirmou Lula emocionado. “Quando eu transgredir a lei, punam-me para servir de exemplo.

Mas quando eu não transgredir, procurem outro para criar problema”, acrescentou em discurso de quase uma hora no qual chorou várias vezes e evocou sua origem humilde e as dificuldades que superou na sua vida.

O Ministério Público apresentou ontem acusações por corrupção e lavagem de dinheiro contra Lula por supostamente ter recebido favores da OAS, uma das empresas investigadas na Operação Lava Jato pelo esquema de corrupção na Petrobras.

De acordo com o ex-presidente, que foi acusado de ser o “máximo comandante da rede de corrupção em Petrobras”, o Ministério Público não apresentou nenhuma prova contra ele e só o acusou com base em “convicções” dos procuradores.

“Não fiquei bravo porque não entendi o que estava ocorrendo. Não entendi por que tinham convocado uma entrevista coletiva para apresentar um crime e terminar dizendo que não tinham provas, mas convicção”, comentou Lula, rodeado por dirigentes do PT e de movimentos sociais e sindicatos.

“Hoje vivemos um momento no Brasil em que a lógica já não é o processo nem as provas, mas a manchete. Quem vamos criminalizar, quem vamos demonizar com a manchete. E está acontecendo isso desde 2005, quando o PT começou a ser perseguido. Estão fazendo isso comigo e fizeram com Dilma (Rousseff)”, acrescentou.

Na sua opinião, a denúncia contra ele e a cassação de Dilma são parte de uma reação de seus adversários ao êxito de seu governo na luta contra a pobreza.

“Tenho consciência de que o meu fracasso teria agradado meus adversários, meu fracasso não teria despertado tanto ódio contra o PT. O que despertou ira foi o sucesso do governo, a maior política de inclusão social do país”, disse.

Por fim, o ex-presidente afirmou que não irá perder o sono por causa das investigações. “A história mal começou. Alguns pensam que ela terminou. E eu vou viver muito. Estou com 70 anos, com vontade de viver mais 20”, concluiu.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!