Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Loja mais confiada no campo servirá de banco a partir de 2011

O estabelecimento comercial “mais confiado” pelas comunidades rurais moçambicanas da zona onde está localizado poderá passar a ser usado também como banco comercial, com poderes para realizar parte ou todos os serviços prestados por aquele tipo de instituições financeiras.

 

 

A acção deverá ser formalizada pelo Banco de Moçambique (BM), que está “muito interessado” em aumentar as zonas bancarizadas em Moçambique, para, desta forma, “contribuir para um maior desenvolvimento socioeconómico do país”, segundo Ernesto Gove, governador do banco central moçambicano, falando das projecções da sua instituição para 2011.

Gove indicou que a acção será implementada quando, no primeiro semestre de 2011, passarem a estar conectados à mesma rede as ATM e os POS, em simultâneo com a ligação dos bancos comerciais aos agentes prestadores de serviços financeiros mesmo nas zonas em que não tenham presença física.

Este sistema está a ser desenvolvido juntamente com os bancos comerciais activos em Moçambique no que respeita à sua concepção e criação da referida sociedade, segundo ainda Gove, falando, última sexta-feira, por ocasião do brinde do fim do ano de 2010 oferecido aos membros do Conselho de Administração do BM e aos presidentes delegados das instituições financeiras moçambicanas e a agentes económicos.

Presentemente, a bancarização do país atinge 53 dos 128 distritos, enquanto, em 2010, o número de balcões em funcionamento incrementou em 11,4%, para um total nacional de 392.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!