Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Locomotivas de Maputo e Canarinhos eliminados das Afrotaças

O campeão nacional Ferroviário de Maputo e o Costa do Sol estão eliminados das competições africanas apesar das vitórias nos jogos da segunda mão realizados este sábado e domingo em Maputo.

Os locomotivas, que haviam perdido na primeira mão em Joanesburgo por 0-3 frente ao SuperSport, campeão sul africano, venceram no sábado, no Estádio da Machava, por 2-0.

Os canarinhos, que traziam uma desvantagem de 2-4 do Sudão diante do Al Amal, também não conseguiram dar a volta à eliminatória apesar do triunfo por 3-2.

O Ferroviário começou o jogo a todo gás, pois para anular a desvantagem de 0-3 marcar cedo era fundamental. E logo aos 12 minutos Jerry abre o marcador, após um passe de Momed Hagi, rematando cruzado para o fundo das redes do guarda redes do Supersport.

O Campeão nacional galvanizado com golo, e com apoio dos pouco mais de cinco mil espectadores nas bancadas, continuou ao ataque e Hagi, ainda antes das meia hora de jogo, controla a bola com o peito corre para a baliza adversária e remata para o ângulo superior esquerdo não dando qualquer chance de defesa a Denis Onyang.

O SuperSport era uma equipa domada e sem capacidade para chegar a baliza de Mahomed com perigo. Aos 39 minutos Jerry, dentro da pequena área, com a baliza escancarada, chutou para as “nuvens” perdendo a oportunidade de igualar a eliminatória antes do intervalo.

Na segunda parte o Ferroviário voltou com ainda maior vontade de vencer mas aos seus jogadores falhou frieza no remate para a baliza. Aos 55 minutos Ítalo isola Luís e este só com o guarda redes pela frente não consegue fazer o golo. Aos 57 Ítalo dentro da área remata fraco e rasteiro. Aos 60 Momed Hagi emita Luís.

Já diz o ditado popular “quem não marca arrisca-se a sofrer” e depois de tantos falhanços eis que a defesa falhou e obrigou a uma defesa do guardião Mohamed com as mãos fora da grande área, numa jogada em que Brian Umony isolava-se para a sua baliza. Mahomed é expulso e Pinto entra para defender as redes dos locomotivas.

O Ferroviário com dez passou a jogar com coração e o SuperSport conseguiu segurar o resultado de 0-2 que lhe garantiu a passagem à próxima eliminatória da Liga dos Campeões Africanos.

Resultados das eliminatórias da Liga dos Campeões Africanos:

APR (Rwanda) – TP Mazembe (DR Congo) 1-0 0-2

Ismaïly (Egypt) – USS Tamponnaise (Reunion) 3-1 0-1

Africa Sports (Cote d’Ivoire) – El Hilal (Sudan) 0-0 1-4

Raja Casablanca (Morocco) – Petro Atletico (Angola) 1-1 0-1

Club Africain (Tunisia) – JS Kabylie (Algeria) 1-1 0-1

Gazelle (Chad) – El Merreikh (Sudan) 1-1 0-2

Espérance (Tunisia) – ASFA Yennenga (Burkina Faso) 4-1 3-1

Starlight (Mauritius) – Gaborone United (Botswana) 0-3 0-3

St Eloi Lupopo (DR Congo) – Dynamos (Zimbabwe) 0-1 0-1

Gunners (Zimbabwe) – Al-Ahly (Egypt) 1-0 0-2

Ittihad (Libya) – Difaa El Jadida (Morocco) 1-1 1-1 (4-3p)

Zanaco (Zambia) – ASEC Mimosas (Cote d’Ivoire) 1-0 1-1

Union Douala (Cameroon) – Entente Sétif (Algeria) 0-2 0-5

Tiko United (Cameroon) – Heartland FC (Nigeria) 2-2 1-1

SuperSport (South Africa) – Ferroviario Maputo (Mozambique) 3-0 0-2

 

Costa do Sol fora da Taca CAF

No jogo da segunda mão da eliminatória da Taça CAF, realizado no relvado da Machava, o jogadores do Costa do Sol não tiveram discernimento e calma para dar a volta à desvantagem que traziam do Sudão. O primeiro quarto de hora foi de fraco futebol e de muita ansiedade dos pupilos de João Chissano com os sudaneses a limitarem-se gerir a vantagem conseguida em sua casa e a tapar os caminhos para a baliza de Mohamed Hussein.

O corolário deste período foi um mau atraso de Elísio, para o seu guarda redes Antoninho, que na tentativa de cortar a bola fez falta para penalty sobre Eltahir Mussa. Abderahman Mossa encarregou-se da transformação da grande penalidade, rematando denunciado para uma primeira defesa de Antoninho mas na recarga o mesmo Abderahman Mossa, abriu o marcador.

Com a desvantagem de 0-1 chegou o intervalo. Nas cabines João Chissano terá puxado as orelhas dos seus jogadores que voltaram para o jogo com outra postura em campo e praticando melhor futebol.

No primeiro minuto da segunda parte, Tó empata o jogo , na recarga de um remate de Josimar. Era o melhor período dos canarinhos que, seis minutos depois, dão uma cambalhota no marcador novamente por Tó.

Inspirado Tó volta a marcar aos 10 minutos, com um tiro de se lhe tirar o chapéu, e a colocar o Costa do Sol na eliminatória seguinte.

O técnico sudanês reforçou o ataque e jogou o tudo ou nada. Aos 19 minutos, o recém-entrado Abbas Seed, aproveitou uma má defesa de Antoninho que com os punhos defendeu para a frente, e reduziu o marcador para 3-2.

O resultado eliminou o representante moçambicano e coloca o Al Amal na fase seguinte da Taça CAF.

Resultados das eliminatórias da Taca CAF: 

Caps Utd (ZIM) – Moroka Swallows (RSA) 1-1 1-0

Warri Wolves (NGR) – Zesco Utd (ZAM) 3-0 0-2

CR Belouizdad (ALG) – FAR (MOR) 1-0 1-1

El Amal (SUD) – Costa do Sol (MOZ) 4-2 2-3

Ahli Tripoli (LBY) – CS Sfaxien (TUN) 0-0 0-1

Petrojet (EGY) – El Khartoum (SUD) 3-0 2-1

Séwé Sport (CIV) – Stade Malien (MLI) 2-0 0-2 (3-4p)

Baraka FC (GUI) – FUS Rabat (MOR) 0-0 0-1

Academica Soyo (ANG) – Enyimba (NGR) 2-0 0-3

Panthère Nde (CMR) – AS V Club (DRC) 1-1 2-3

CO Bamako (MLI) – Primeiro de Agosto (ANG) 0-0 0-3

AC Léopard (CON) – Coton Sport (CAM) 3-1 0-2

Banks (ETH) – Haras El Hodoud (EGY) 1-1 0-5

Lenghtens (ZIM) – Simba (TAN) 0-3 1-2

Motema Pembe (DRC) – FC 105 (GAB) 0-0 1-0

AS FAN (NIG) – ES Sahel (TUN) 1-0 1-2

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!